Após acusação de causar acidente, Dr. Christian Ferraz diz que levará o responsável a justiça: “influenciaram o casal a exigir coisas”

-
Pré-candidato a prefeito de Santo Antônio de Jesus, Dr. Christian Ferraz / Foto: Voz da Bahia

Um acidente envolvendo o pré-candidato as eleições de Santo Antônio de Jesus trouxe grande polêmica no início do mês de julho na cidade. De acordo com informações, por volta das 18h30 da noite do domingo (05), o pré-candidato a prefeito de Santo Antonio de Jesus Dr. Christian Ferraz (PP) foi um dos protagonistas de um acidente na Praça Padre Mateus, Centro da cidade.

Segundo relatos, dois jovens identificados como Edson Rocha que estava na direção e Leiticiane Santos, vinham em uma moto da rua Gorgonio Jose de Araujo em direção a Praça quando colidiram com a lateral do veículo do médico, modelo Ford/Ranger de placa RCQ1i11, que estava em sentido a Travessa Gorgônio José de Araujo. De acordo com o casal, Dr Christian atravessou o cruzamento sem dar a preferencia e colidiu com a motocicleta, ele prestou os primeiros socorros e levou o casal para o Hospital Regional (HRSAJ).

Com o punho quebrado, Edson foi internado e passou por uma cirurgia no dia seguinte. Segundo o que a vítima informou, que o médico entrou em contato no dia 07 e disse que não arcaria com o conserto da moto e não prestaria assistência ao mesmo com medicamentos e implante dos dentes que foram quebrados, alegando que o rapaz estava sob efeito de álcool.

Em entrevista a Andaia FM nesta segunda-feira (13), Dr. Christian prestou esclarecimentos informando o seu lado da história. Ele relatou que estava em seu veiculo junto com um amigo, antes de atravessar verificou se as ruas estavam livres, porém, o casal na moto veio em alta velocidade e atingiu a lateral de seu carro.

“Estava parado na frente da Farmácia Confiança, mas no estacionamento da Praça, manobrei, sai de ré sem velocidade, olhei a rua que vem das Quatro Esquinas, olhei na direção contrária como sempre faço e então atravessei, quando o carro foi atropelado por uma moto que vinha no sentido da Praça. Lembrar que pela legislação não se pode transitar em alta na Praça”, explicou.

O médico informou ainda que não julgou culpabilidade e prestou os primeiros socorros ao casal que segundo ele, estava a bordo de uma moto de 300 cilindradas de terceiros, em nome de uma pessoa jurídica. Christian disse que ofereceu levá-los ao HRSAJ onde esperaram 4h para serem atendidos, ele saiu de lá na madrugada de segunda-feira e retornou durante a manhã, e segundo ele, sempre mantém contato telefônico com o rapaz que se recupera bem.

“Não só prestei socorro como me compadeci ao acidente, naquele momento não interessava de quem foi a culpa, eu queria era apenas socorrer uma pessoa que estava lesionada. Eu sabia que a culpa não era minha porque eu estava transitando em baixa velocidade. Liguei para o Governador foi quando conseguimos que o hospital atendesse”, falou.

Dr. Christian anunciou que não tem culpa de nada, mas também não será chantageado. Ele iniciará um processo judicial contra a pessoa que espalhou a notícia que ele causou o acidente, pois segundo sua fala, o casal, ele e seu amigo, são vítimas nessas circunstancias. “Isso tomou uma proporção desnecessariamente política e influenciaram o casal a falar e exigir coisas. Estou aqui para ajudar sempre, mas transformar um acidente de trânsito em ameaça política, eu não vou aceitar. Estou judicializando o responsável por isso, terá que me indenizar pelas perdas e danos morais. Odeio politicagem”, concluiu.

Redação Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui