Crianças e adulto que estavam em barco que virou continuam desaparecidos em Cabaceiras do Paraguaçu

-
Bombeiros fazem buscas por desaparecidos no rio Paraguaçu, na Bahia — Foto: TV Bahia

O Corpo de Bombeiros e a Marinha ampliaram, nesta sexta-feira (3), a área de buscas pelas quatro crianças e um adulto que desapareceram há após a embarcação em que estavam virar no Rio Paraguaçu (veja aqui), na altura de Cabaceiras do Paraguaçu, no recôncavo da Bahia. O acidente aconteceu na quarta-feira (1º).

As buscas, que foram suspensas no final da tarde desta sexta, devem ser retomadas no início da manhã do sábado (4). A ação dos Bombeiros conta com a ajuda de parentes e amigos da família, que pegaram os próprios barcos para fazer buscas na região também.

“O perímetro de aproximadamente 3km. Uma dessas varreduras encontramos vestes de um dos náufragos, estamos vendo a possibilidade de nesse ponto, fazer uma busca mais intensa. Não há uma indicação precisa de onde de fato aconteceu o acidente e, desta forma, as equipes ficam procurando praticamente às cegas”, explicou o tenente do 13° Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros, Antônio Lima.

Familiares e amigos começaram as buscas ainda na quarta. O Corpo de Bombeiros chegou na cidade na tarde da quinta-feira (2) para iniciar a procura. O dia encerrou sem êxito (veja aqui).

Em entrevista à TV Bahia, Priscila Leôncio, tia das crianças, disse que elas foram visitar a bisavó por alguns dias e quiseram voltar para casa, na quarta, de barco.

As quatro crianças, o tio e um amigo dele seguiram na canoa. A embarcação virou no meio do rio e apenas o tio das crianças, Paulo Roberto, conseguiu chegar às margens para pedir ajuda. As crianças não sabem nadar, relatou tia das crianças (veja aqui).

Paulo é pai de um dos desaparecidas, Natália, de 14 anos. Ele conduzia a canoa quando o acidente aconteceu. Paulo contou que a embarcação tombou e rapidamente entrou água, o que fez a canoa afundar.

Além da filha de Paulo, estão desaparecidos também Roque, que é amigo da família e tem 50 anos; Cauã, 11; Gabriele, 8; Luís Felipe, 5. (veja imagem dos desaparecidos aqui) (G1/BA)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui