Cardi B amou pagodão baiano, revela Anitta

-
Reprodução

Foi lançado nesta sexta-feira (18) o vídeoclipe de “Me Gusta”, de Anitta com Cardi B, que foi gravado em Salvador.

Mas a influência soteropolitana na obra não se restringe apenas à locação, mas também a música em si, que foi produzida e criada pela banda ÀTTØØXXÁ. Com isso a canção teve raízes no pagodão baiano, ritmo que conquistou a cantora gringa.

“Os versos dela [Cardi B] em ‘Me Gusta’ estão bem babado. Eu não opinei porque nem sabia que ela estaria na música Ela adora funk e ela também amou o pagodão baiano, a batida”, disse Anitta em entrevista coletiva nesta sexta-feira (18).

Cardi B é admiradora da música brasileira e já postou stories curtindo pagode carioca, sertanejo e funk. Neste ano ela já apareceu cantando “Tudo de Novo” e “Corazón en Pedazos”, sucessos de Zezé di Camargo e Luciano.

Me Gusta
Gravado no Pelourinho, o clipe aposta na diversidade, com a cantora tendo convidado mulheres gordas e drags para participar. “Será um grande desfile de moda fora dos padrões. Anitta queria mulheres trans, gordas, negras para falar de representatividade, fugir dos padrões que costumamos ver numa passarela”, disse Léo Kret ao jornal Extra.

Além de Rafa e Chibatinha, assinam a produção Ryan Tedder; Andres Torres, Mauricio Rengif e Gale. “Anitta é a artista pop que está marcando a nossa geração. Levando para outro patamar a música brasileira, voando alto. Me senti muito honrado com esse convite. Ela tem muito cuidado com o trabalho dela e tá sempre buscando puxar a música do Brasil para mostrar pro mundo e escolher pessoas que são referências no estilo que ela quer mostrar”, afirma Rafa Dias.

O produtor lembra de quando teve o primeiro contato com Tedder, por troca de mensagens: “Recebi um whatsapp dele e senti ‘de cara’ o que seria trabalhar com ele. Anitta é visionária e queria desde o início ver o pagodão na música latina. Tem reggaeton com pagodão e arrocha. É muito inesperado, uma música ‘mundo’ demais”, diz Rafa.

(Correio)