“É comum ocorrer brigas durante o período eleitoral”, diz delegado sobre confusão entre candidatas a vereadoras em SAJ

-
Arte UOL/Divulgação

Ex-colegas de faculdade, Daniela Fideles, 33, e Andreia Novais, 45, levaram à delegacia de polícia a disputa por uma cadeira na Câmara Municipal de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, município do Recôncavo Baiano, situado a 187 km de Salvador, com cerca de 102 mil habitantes.

A candidata a vereadora, Daniela Fidelis, conhecida Dani (PSB), utilizou duas redes sociais na manhã desta segunda-feira (26) para fazer uma denuncia de agressão verbal, física e ameaça de morte (reveja aqui) contra a candidata a vereadora do município, Andreia Novais (PSL), seu marido Ideval Kléber (PSL) e filho. Por sua vez Andreia Novais buscou o Voz da Bahia e negou as acusações (reveja aqui).

Por meio da Rádio Recôncavo FM, o chefe da 4ª Coorpin, Delegado Adilson Bezerra comentou sobre este acontecimento. De acordo com ele, o caso, que foi devidamente lavrado em procedimento policial pelo delegado plantonista no domingo, já concluído e encaminhado na manhã desta segunda para a justiça que tomará as medidas cabíveis.

“As envolvidas deram entrada a princípio por vias de fato, foram ouvidas, estamos somente no aguardo do resultado dos exames de lesões corporais para também encaminhar para a justiça que decidirá acerca dessa situação”, disse.

Segundo Bezerra, durante o período eleitoral, é comum ocorrer brigas entre candidatos e entre eleitores em Santo Antônio de Jesus e em toda região. “As pessoas estão com as emoções a flor da pele, muita paixão pelos seus respectivos candidatos acaba fomentando que essas brigas aconteçam”, concluiu.

Redação Voz da Bahia