Eduardo Pazuello toma posse como ministro da Saúde

-
General Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde Foto: José Dias/PR

O General Eduardo Pazuello foi empossado oficialmente na tarde desta quarta-feira, 16, no Ministério da Saúde, após quatro meses de interinidade. O especialista em logística havia assumido temporariamente o ministério, após a saída de Nelson Teich do cargo, em 16 de maio.

Nesse período, Pazuello defendeu a autonomia de municípios e estados na adoção de medidas para combater a covid-19 e o tratamento precoce com uso da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento do novo coronavírus, inclusive, para casos mais leves. Pazuello cita, durante a posse, que o país obteve sucesso ao adotar o tratamento precoce.

Nós vimos que não era o melhor remédio o ‘fica em casa’ esperando ter falta de ar. O tratamento precoce salva vidas”, disse o ministro da Saúde.

O termo de posse foi assinado por Pazuello e pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante cerimônia em Brasília.

Em discurso, o ministro da Saúde afirmou que nesses quatro meses de gestão interina ele teve que “trocar o pneu com o carro andando”.

Ele foi coordenador logístico das tropas do Exército durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos e coordenou as operações da Operação Acolhida, que presta assistência aos imigrantes venezuelanos que chegam a Roraima fugindo da crise política e econômica no país vizinho.

Pazuello é o terceiro ministro da Saúde efetivo desde o início do governo Bolsonaro, após saída de Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

(A Tarde)