Homem que espancou idosa em S. A. de Jesus enfrentará acusação de homicídio, garante delegado da 4ª Coorpin

-
Delegacia de Santo Antônio de Jesus

Na Avenida Juracy Magalhães em Santo Antônio de Jesus, uma idosa conhecida como Zuquinha, 67 anos, veio a óbito nesta sexta-feira (05/06), após ter sido espancada, o acusado das agressões o genro no dia 15 de maio (reveja aqui). Ela estava internada no HRSAJ (Hospital Regional) e o suspeito foi flagrado solto.

Por meio de entrevista a Recôncavo FM, o delegado titular da 4ª Coorpin, Dr. Adilson Bezerra emitiu esclarecimentos e informações acerca do inquérito policial. De acordo com o delegado, o acusado tentou agredir a filha, mas ela conseguiu fugir, porém, a idosa que estava acamada devido a um AVC há mais de 3 anos e não falava muito, não conseguiu fugir, “foram agressões extremamente covardes, inicialmente o acusado foi flagranteado que após ter bebido durante o dia todo e talvez teria feito o uso de entorpecentes, havia chegado em casa a noite, deu tapas na filha de 14 anos, não bateu na esposa, pois ela não estava em casa. A filha conseguiu correr, a mãe que estava chegando também, só quem ficou em casa foi a senhora indefesa, onde ele descarregou toda sua ira”, expôs.

O delegado explicou que o flagrante do rapaz foi feito pelo Delegado Plantonista com poucas informações e a própria família não havia comparecido a delegacia, portanto, foi registrado inicialmente como lesão corporal grave e no domingo o cidadão foi liberado com o alvará de soltura, “o juiz plantonista de Salvador seguindo o parecer do Ministério Público acabou liberando o acusado”, disse.

Entretanto, Dr. Adilson garantiu que buscou alteração do inquérito policial para tentativa de homicídio e o caso já foi encaminhado a justiça, “na segunda-feira fizemos um processo de mudança, transformar a lesão corporal em tentativa de homicídio, porque esse é o meu entendimento sobre os fatos. Já ouvimos a esposa, filha e outras testemunhas que colaboraram com o inquérito policial, que já foi concluído e remetido a justiça, porém, pelo fato da vitima vir a óbito, terá uma nova conotação”, concluiu.

Redação Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui