Incêndio no município de Barra já atingiu 1,5 mil hectares de área

-
Reprodução

Os incêndios que ocorrem há mais de uma semana no município de Barra, no Oeste baiano, atingiram uma comunidade próxima à zona urbana, nessa quarta-feira (23) . O fogo só não atingiu as construções na comunidade chamada de Bebedouro. O presidente do Conselho de Meio Ambiente do município, Joaquim Dantas, disse que foram queimados pomares e chácaras, ficando preservadas apenas as casas.

A suspeita é que o incêndio tenha sido provocado por queimadas, usadas para limpeza de pastos. “Provavelmente, alguém fez isso para a limpeza de terreno e perdeu o controle”, supõe Joaquim Dantas. Desde quando os incêndios começaram, em torno de 1,5 mil hectares de área já foram consumidos no município.

Os aviões que fazem o trabalho de combate ao fogo foram enviados pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado (SEMA) e a ação conta com o apoio do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) de Barreiras e de brigadistas locais. Na quarta, mais duas aeronaves se somaram a outras duas e fazem voos frequentes para debelar as chamas nas regiões de Torrinha, Simão e Porto Novo.

De acordo com Dantas, um dos motivos da resistência do fogo é que os incêndios ocorrem em áreas de difícil acesso. Algumas ficam a 80 quilômetros da sede da cidade. “Ficam do outro lado da margem do Rio São Francisco. Lá é só mata nativa, fechada. Não mora ninguém, não tem estrada, não tem acesso, não tem casa, nada nada”.

(A Tarde)