Itabuna: Veterinários acreditam que cachorrinha jogada de prédio sobreviveu após ter queda amortecida por carro, ‘Milagre’

-
Cadela é jogada de prédio em Itabuna, no sul da Bahia. — Foto: ONG Bicharada / Divulgação

Os médicos veterinários que atenderam a cachorrinha que foi jogada de um prédio em Itabuna, cidade do sul da Bahia, acreditam que o animal sobreviveu após ter a queda amortecida por um carro. Testemunhas do crime contaram que, antes de parar no chão, o filhote caiu no capô de um veículo.

Segundo o médico veterinário Georgetown Farias, não é tão comum um animal sobreviver após passar por um trauma como esse. Ele acredita que o caso dela foi um milagre.

Filhote de cachorro é arremessado em de 1º andar de prédio em Itabuna

“Na nossa rotina aqui na clínica, a gente recebe filhotes com trauma. Às vezes a criança brincando com o filhote acaba derrubando, da altura do nosso colo, que acaba tendo traumas maiores e que, infelizmente, não resistem. No caso dela, de um altura de mais ou menos três metros, embora, tenha sido uma altura muito grande, o animal respondeu bem e ficou bem. A gente considera como um milagre”, disse.

A veterinária Marcela Miranda explica que o filhote não teve nenhum ferimento grave.

“Graças a Deus não teve nenhum tipo de trauma tão grave, provavelmente porque, quando ela caiu, ela caiu no capô do carro, depois caiu no chão. Talvez isso tenha amenizado a questão de um trauma mais grave”, disse a médica veterinária.

Caso

O caso ocorreu no bairro Banco Raso, na terça-feira (22). Alguns moradores relataram que a cadelinha, que é vira-lata, foi arremessada de um apartamento pelo próprio dono.

O ocorrido foi denunciado à polícia, que esteve no apartamento do homem. O dono da cachorrinha teria dito que jogou o animal da janela após ter um surto, mas relatou estar arrependido. Um inquérito policial foi aberto para apurar caso.

O animal foi socorrido por um homem e levado para casa dele. Em seguida, a cachorrinha foi levada para atendimento com veterinários, após ajuda da ONG Bicharada. Ela foi internada por existirem sinais apontando que ela poderia estar com dores causadas pelo impacto da queda. A cachorrinha teve alta na tarde de quarta-feira (23).

“Ela estava apresentando dor. Ela tinha acabado de acordar porque ela estava desmaiada logo depois do ocorrido, e ela estava na casa de um dos vizinhos que viu toda a situação e a levou para casa na tentativa de socorrer o animal”, Marcela Andrade, voluntária da ONG Bicharada.

Após receber alta, o filhote foi adotado pela família do percussionista Marcelo Nascif, de 44 anos, o homem que prestou os primeiros atendimentos. A cachorrinha ganhou o nome de Vitória, por ter sobrevivido.

Segundo a ONG Bicharada, vários outros casos de maus-tratos a animais ocorrem em Itabuna. A voluntária Marcela Andrade contou que um outro cachorro foi esfaqueado na quinta-feira (24), mas não há detalhes sobre o crime.

“Constantemente, nós recebemos pedidos de socorro. Ontem mesmo houve mais um caso de animal que foi agredido com um facão, e está internado. Infelizmente isso é diário. Esses crimes não podem ficar por isso mesmo”, disse Marcela.

(G1/BA)