Lacen inicia testes moleculares para Covid-19 em Porto Seguro

-teste molecular
Foto: Thilo Schmuelgen/Reuters

A unidade do Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) de Porto Seguro, no sul da estado, irá realizar testes RT-PCR, que é o padrão ouro para para detecção de Covid-19, a partir desta quinta-feira (4). Localizada no Laboratório Municipal de Referência Regional do município, a unidade tem capacidade para 24 testes por dia e pode processar 12 testes simultaneamente em um período de quatro horas e meia.

Outras cinco cidades do interior já foram equipadas e atualizadas com o protocolo do Ministério da Saúde para fazer a testagem: Vitória da Conquista, Jequié, Guanambi, Paulo Afonso e Barreiras, este último em parceria com a Universidade Federal do Oeste (Ufob). Com as unidades no interior, municípios que demoravam até sete dias para receber os resultados podem obtê-los em até 48 horas. Técnicos de todos esses municípios foram treinados no Laboratório Central da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em Salvador.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, explica que, com essa iniciativa, as ações de saúde pública poderão ser tomadas ainda mais rapidamente. “O Lacen, em Salvador, já vem fazendo um grande número de testes e dando respostas rápidas. Com essa descentralização, a agilidade será ainda maior, possibilitando que todas as medidas em relação aos pacientes e contactantes sejam ainda ágeis. É uma importante ação no combate ao novo coronavírus”, afirma.

De acordo com a diretora-geral do Lacen-BA, Arabela Leal, a descentralização ajuda a dar mais agilidade na realização de testes de Covid-19 em todas as regiões. “A partir de agora, poderemos realizar exames de biologia molecular, com o exame RT-PCR, em tempo real, o que permite identificar pequenas partículas do vírus na secreção do nariz e garganta das pessoas. Antes, os testes eram feitos em Salvador e acabava se perdendo muito tempo para que o resultado chegasse até os municípios do interior. Agora, os testes ficam acessíveis muito mais rapidamente, garantindo melhores resultados nos casos mais críticos”.
O Lacen-BA realizou mais de 60 mil testes do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 3 de junho de 2020. Os números colocam a Bahia em segundo lugar no ranking nacional de testagens moleculares, ficando atrás apenas de São Paulo. (Secom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui