Mais de 11 mil universitários recebem auxílio-permanência na Bahia

-
Foto: Divulgação

Destinado estudantes que se encontram em condições de vulnerabilidade socioeconômica, começou nesta quarta-feira, 5, o pagamento do auxílio-permanência aos 11.608 mil estudantes das universidades públicas estaduais baianas (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc) beneficiados pelo programa Mais Futuro.

O repasse total aos estudantes chega a R$ 23,6 milhões durante o período de pandemia do novo coronavírus. No programa, são ofertados estágios e auxílio financeiro, este no valor de R$ 300 ou R$ 600 mensais.

O primeiro valor é destinado a universitários que estudam a até 100 quilômetros da sua cidade de origem. Já o segundo é para aqueles que moram em cidades a mais de 100 quilômetros de distância do campus onde estão matriculados. Estando dentro do perfil do programa, o estudante poderá receber o auxílio desde o primeiro semestre até completar dois terços do curso.

No terço final da graduação, os beneficiários têm a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior, ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado. Os estudantes que já estão na fase final do curso e atendem os critérios também podem ingressar no programa já na fase do estágio.