MP-BA esclarece sobre ação contra 21 instituições de Ensino Superior de Salvador

-
Foto: Manu Dias/GOVBA

O Ministério Público estadual (MP-BA) divulgou uma nota de esclarecimento em relação a ação contra 21 Instituições de Ensino Superior (IES) de Salvador, que solicita a redução de 30% nas mensalidades durante a pandemia do novo coronavírus. 

De acordo com a nota do MP, o órgão esclarece que preliminarmente reforçou todos os pedidos feitos em tutela antecipada provisória, antecedente à ação civil pública. A tutela provisória foi negada pela Justiça e a promotora de Justiça Joseane Suzart entrou com um recurso contra a ação e ajuizou a ACP, que é uma medida definitiva e final. 

“O MP reitera os pedidos anteriormente formulados e insiste nos pedidos em prol dos universitários. Ao todo, foram 21 Instituições de Ensino Superior (IES) ajuizadas”, diz a nota. 

Leia na íntegra abaixo: 

Com relação as ações civis públicas ajuizadas pelo Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Joseane Suzart contra 21 Instituições de Ensino Superior (IES) de Salvador, o MP esclarece que preliminarmente reforçou todos os pedidos feitos em tutela antecipada provisória, antecedente à ação civil pública.  Posteriomente, a tutela provisória foi negada pela Justiça e a promotora entrou com recurso contra a decisão e ajuizou a  ACP que é uma  medida judicial definitiva e final, ou seja, o MP reitera os pedidos anteriormente formulados e insiste nos pedidos em prol dos universitários. Ao todo foram 21 Instituições de Ensino Superior (IES)  ajuizadas. (A Tarde)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui