‘No 7×1, não tivemos tanto domínio’, comparou Müller após goleada contra o Barcelona

-
Müller, durante comemoração no quarto gol do Bayern (Foto: Manu Fernandez/AFP)

O Barcelona foi humilhado nesta sexta-feira (14), ao ser derrotado em uma goleada histórica pelo Bayern de Munique por 8×2, em Lisboa, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O resultado avassalador lembrou a muitos o chocolate levado pelo Brasil na Copa do Mundo de 2014, quando perdeu por 7×1 na semifinal para a Alemanha.

Os dois jogos, aliás, tiveram alguns jogadores em comum. Entre eles, Thomas Müller, que marcou gols em ambas as ocasiões. Após a vitória na Champions, ele comparou as partidas – e garantiu que o revés do Barça foi pior.

“Durante o 7 a 1 no Brasil, não tivemos tanto domínio. Estávamos bem, é claro, mas essa noite tivemos um domínio brutal”, disse, em entrevista à Sky Germany. Além dele, Neuer e Boateng estiveram nos dois duelos, assim como o atual técnico do Bayern, Hans-Dieter Flick, que era, em 2014, auxiliar de Joachim Low.

Müller também comemorou, claro, a vaga na semifinal conquistada pelo Bayern. Mas pediu calma – afinal, o hexacampeonato bávaro ainda não está garantido.

“Estamos muito felizes, você pode imaginar. Isso não é uma noite normal de Liga dos Campeões. Ganhamos do Barcelona, um grande clube, por 8 a 2. É louco. A gente mereceu, mas precisamos ficar calmos e focados. Não acabou. Ainda temos que jogar uma semifinal. Todos sabem que a gente quer mais. Com a minha experiência, você tem que ficar focado. Talvez possamos celebrar um pouco hoje. Estamos muito cansados para uma grande festa, mas estamos aqui para alcançar nosso objetivo que é chegar na final”, afirmou, na entrevista pós-partida.

O jogador terminou o duelo com dois gols e uma assistência, que lhe renderam o título de melhor em campo. Ele reconheceu a ótima fase do Bayern e o trabalho do técnico Hansi Flick. Após a chegada do treinador, foram 31 vitórias em 34 jogos. Nesta temporada, o time faturou o Campeonato Alemão e Copa da Alemanha.

“Quando Flick chegou, acredito que em novembro, passamos a jogar com intensidade e alegria. Os jogadores no banco se envolvem. Eles entram e sentem essa energia. O Philippe entrou e fez dois gols. Temos tanto talento e tanto esforço. É uma grande mistura”, comemorou Müller.

Agora, o Bayern se prepara para encarar, na semi, o vencedor de Manchester City x Lyon, que medem forças neste sábado (15), às 16h. O finalista dessa chave sairá após o confronto na quarta-feira (19), às 16h.