Prefeito de Itabuna diz que imprensa distorceu frase sobre reabertura do comércio

-
Foto: Lucas Vitorino

Após falar em reabrir comércio “morra quem morrer”, (reveja aqui) o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, disse que “se pautou na preservação da vidas dos munícipes e no alto índice de ocupação dos leitos de UTI no município para adiar a reabertura do comércio local”. Em nota no seu instagram, o gestor disse que falou: “Primeiro, lutar pela vida, a vida é uma só. [Depois que] morrer, acabou [a vida]. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Mas não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura. Com a dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura”.

De acordo com a nota, “alguns veículos de comunicação deram ênfase a última frase dita pelo prefeito, interpretando de modo errado e sensacionalista o que foi dito na entrevista”. “Nossos atos, como cidade com maior testagem e uma das que há mais tempo permanece com o comércio fechado só reforçam o nosso compromisso pela vida da nossa população. Tenho cinco mandatos como prefeito, o povo de Itabuna me conhece “, concluiu. (Bahia Econômica)