Prefeito Rogério Andrade anunciou inauguração de Pronto Atendimento com recursos próprios para S. A. de Jesus

-
Foto: Reprodução

Em coletiva de imprensa realizada pela prefeitura de Santo Antônio de Jesus na última sexta-feira (03/07), o prefeito Rogério Andrade (PSD) dispensou o PA (Pronto Atendimento) para a Covid-19 oferecido pelo Governo do Estado por não atender a população do município exclusivamente e devido aos recursos repassados a gestão.

Rogério falou que estava previsto a implantação da PA Covid no decorrer desta semana, porém foi adiada após uma discussão com a Secretaria de Saúde do Estado. Segundo o gestor, o Estado informou inicialmente que a unidade seria exclusiva para a cidade, entretanto ainda de acordo com o prefeito, em um segundo momento a secretaria informou que atenderia toda a região. “Implantar um PA para receber R$ 200 mil reais por mês do Estado e ter que absorver a região toda, nesse quesito dispensamos. Vamos fazer um PA bancado com os recursos próprios do município, até com os recursos federais, para atender exclusivamente a população de Santo Antônio de Jesus. Porque eu tenho certeza que a população não iria ficar satisfeita em ver uma unidade atender toda uma região com mais de 700 mil habitantes”, revelou.

O secretário Dr. Leandro Lobo informou que o PA (Pronto Atendimento) será uma unidade intermediaria com 11 leitos: 09 leitos de enfermaria e 02 leitos de estabilização, com dois respiradores, monitores, bomba de fusão, medicação, consultório médico e ambulância. A unidade custará em torno de R$ 300 mil reais por mês. “Será feito um trabalho em tempo resposta rápido por ser unidade intermediária exclusiva para Covid mas que a complexidade dependerá de uma transferência para hospital”, finalizou.

Reportagem: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui