Rui chama Colbert de “incompetente” e diz que prefeito e Zé Ronaldo destruíram Feira de Santana

-
Reprodução

O governador Rui Costa disparou críticas ao atual prefeito e candidato à reeleição em Feira de Santana, Colbert Martins (MDB), após o gestor municipal creditar à Embasa problemas estruturais em ruas da cidade. O chefe estadual classificou o emedebista como um administrador “incompetente e incapaz” de resolver questões básicas do município e disse, ainda, que Martins e Zé Ronaldo (DEM) destruíram a Princesa do Sertão.

“Ando aqui em Feira e vejo as praças abandonadas, as ruas esburacadas. Sinceramente, parece que está sem prefeito na cidade. A mesma coisa em Conquista. Infelizmente, eles governam Feira há 24 anos  e só fazem críticas à Saúde, mas nunca construíram um hospital. Não existe cidade no Brasil com mais de 500 mil habitantes que não tenha um hospital municipal. Feira é a única. As praças estão abandonadas por quê? A Embasa está quebrando as praças? Os campos de futebol, áreas de lazer, tudo destruído. É a Embasa também? Infelizmente, para encobrir a incompetência e a incapacidade esses gestores só ficam atirando pedras na vidraça dos outros ao invés de construírem propostas e administrarem cidades”, sentenciou o governador.

Rui Costa levantou dúvidas sobre qual dos dois políticos teria maior responsabilidade pelo alegado caos de infraestrutura no qual Feira de Santana está inserida. “Até ouvi Colbert falar que só tem dois anos – o mesmo que disse Zé Ronaldo. Das duas, uma: ou ele diz que a gestão de Zé Ronaldo destruiu a cidade e não teve tempo pra recuperar; ou ele destruiu em dois anos o que Zé Ronaldo fez. Tô em dúvida se ele teve dois anos para destruir o que está destruído ou se teve dois anos para destruir o que Zé Ronaldo destruiu em 24 anos. Não sei quem é o responsável por essa destruição em Feira. Melhor terem mais humildade e reconhecerem a péssima administração que fizeram”, completou.

ALIADOS DE BOLSONARO – O governador aproveitou para criticar o alinhamento de Colbert Martins e de Herzem Gusmão, candidato do MDB à reeleição em Vitória da Conquista, ao presidente Jair Bolsonaro. Segundo Rui Costa, os dois gestores são parceiros de um projeto que está arruinando o país. “As duas gestões – de Feira e Conquista – não apresentam nenhuma qualidade aos eleitores, além de estarem vinculadas a um projeto que está afundando o Brasil. No país inteiro, a população cansou desse modelo de ódio e violência, e que está levando ao crescimento do desemprego. A economia patina e o eleitorado está cansado dos aliados de Bolsonaro. O povo de Feira e de Conquista não quer que as cidades afundem junto com o Brasil e com essa turma que não tem capacidade e qualidade de oferecer vida melhor aos habitantes”, definiu.