SAJ: Corpo encontrado na Rua do Gravatá é identificado; “não havia sinais de violência”, afirma coordenador do DPT

-
William Nazianzeno dos Santos Cruz, de 42 anos Foto: Redes Sociais

No início da tarde desta terça-feira (12), o corpo de um homem foi encontrado em uma residência na Rua do Gravatá, no bairro São Benedito em Santo Antônio de Jesus (veja aqui), de acordo com o Dr. Lino Oliveira, coordenador do Departamento de Polícia técnica (DPT), foi identificado como William Nazianzeno dos Santos Cruz, de 42 anos.

Segundo Dr. Lino, em entrevista concedida a Recôncavo FM nesta terça, o corpo foi encontrado dentro da garagem de uma residência trancada e o homem estava de cueca, encostado na parede em uma posição sentado, próximo ao portão. Além da Polícia Técnica, a mãe e o irmão de William também estiveram no local.

“Um gradeamento que dava para alguém olhar para dentro do imóvel, ele estava trancado, o imóvel estava trancado e o portão também. Ele estava bem próximo do portão da entrada principal. Por isso achamos estranho como uma pessoa que há três dias está morta, uma rua onde há um transito normal de pessoas, e ninguém alertou”, disse.

Ainda de acordo com o coordenador, o homem teve ter aproximadamente três dias de morto, ele tem histórico de bebida alcoólica e morava sozinho, além disso, diariamente almoçava na casa da mãe. Segundo moradores, ele costumava pedir dinheiro ali sentado na cadeira e com a mão estendida.

“Fizemos o exame externo e não vimos sinais de violência, resgatamos o corpo para o IML onde foi feito o exame e não foi constatado característica de morte de violenta. Pelo estado de putrefação, mesmo que abrisse o corpo, não haveria condição de examinar os órgãos porque estavam todos deteriorados pelo tempo em que estava no local”, explicou.

Redação Voz da Bahia