Salvador: Porto da Barra tem praia imprópria para banho após reabertura; veja lista

-
Foto : Reprodução

Como as praias estavam restritas para banho, a medição da balneabilidade delas ficou suspensa em Salvador e foi retomada este mês pelo Instituto do Meio Ambiente (Inema). Na última sexta-feira (20), o órgão divulgou a lista das que são consideradas impróprias para uso pelos banhistas por conterem bactérias encontradas em fezes humanas e de animais, como a Escherichia coli. Entre alguns dos locais avaliados com restrição estão as praias do Porto da Barra, Farol da Barra, Itapuã e Tubarão. Confira a lista completa ao fim.

A E. coli é uma bactéria que costuma ser encontrada em esgotos, efluentes, águas naturais e solos que tenham recebido contaminação fecal recente. A coleta de amostras é feita, preferencialmente, no dia de maior presença de público nas praias. 

Mesmo quando há baixa densidade de bactérias fecais, uma praia pode ser classificada imprópria por outras razões como derramamento de óleo; extravasamento de esgoto; ocorrência de maré vermelha; floração de algas potencialmente tóxicas ou outros organismos e surtos de doenças de veiculação hídrica.

No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.

O Inema recomenda aos usuários das praias que ao observarem presença de óleo evitem fazer a utilização das mesmas e não toquem, nem removam os resíduos encontrados.  Ações de limpeza estão sendo realizadas em todas as praias atingidas. Caso encontre um animal com vestígios da substância, não toque e não devolva para o mar. É possível conferir a qualidade das praias através do aplicativo Vai Dar Praia.

PRAIAS IMPRÓPRIAS PARA BANHO EM SALVADOR:

(análise de amostras de 13 de novembro)

São Tomé de Paripe (em frente à casa Vila Maria, ao lado da rampa de acesso à praia),

Tubarão (em frente ao conjunto habitacional abandonado, próximo à antiga fabrica de cimento),

Periperi (na saída de acesso à praia, após travessia da via férrea),

Penha (em frente à barraca do Valença),

Bogari (em frente ao Colégio da PM – antigo Colégio João Florêncio Gomes),

Bonfim (ao lado da quadra de esportes, em frente à rampa de acesso à praia),

Pedra Furada (atrás do Hospital Sagrada Família, em frente à ladeira que dá acesso à praia),

Porto da Barra (Av. Sete de Setembro, em frente à Rua César Zama, junto à escada de acesso a praia),

Farol da Barra (próximo ao Barra Vento e escada de acesso à praia, em frente à Av. Oceânica),

Ondina (próximo à escada de acesso à praia, em frente à Rua Ademar de Barros, ao posto BR e o Hotel Bahia Sol e ainda próximo ao Morro da Sereia, em frente ao Ed. Maria José),

Rio Vermelho (em frente à Rua Bartolomeu de Gusmão. próximo à escada de acesso à praia, ao lado da Rua Morro da Paciência),

Rio Vermelho (próximo à escada de acesso à praia, em frente à igreja Nossa Senhora de Santana),

Buracão (em frente às escadarias de acesso à praia),

Amaralina (em frente à rua do Balneário, ao Edifício Atlântico e à Praça do Budião),

Armação (em frente ao Hotel Alah Mar e a Rua João Mendes da Costa),

Boca do Rio (em frente ao posto Salva Vidas),

Corsário (em frente ao posto Salva Vidas),

Patamares (em frente ao posto Salva Vidas Patamares. Próximo ao Coliseu do Forró e Caranguejo de Sergipe),

Piatã (em frente ao posto Salva Vidas, próximo ao Clube Costa Verde)

e Itapuã (em frente à Sereia de Itapuã).

(Correio)