Segurança preso pela morte de João Alberto diz que não teve intenção de matar

-
Foto : Cristina Arias / Colaborador via Getty Images

Um dos seguranças envolvidos na morte do cidadão negro João Alberto Silveira de Freitas, Giovane Gaspar da Silva, de 24 anos, negou que sua intenção era matar a vítima. Giovane disse que a intenção era imobilizar João Alberto. O depoimento foi dado nesta sexta-feira, 27. O segurança também negou que tenha havido discussão antes das agressões no supermercado

O PM temporário contou que João Alberto se dirigiu sozinho ao estacionamento e o seguiu. Imagens de câmeras de segurança mostram Giovane e Magno Borges Braz, 30 anos, acompanhando João. Ao chegar no estacionamento, a vítima deu um soco em Giovane. O segurança disse que agiu para conter e imobilizar João, que ficou “extremamente agressivo”, em seu relato. E negou que tivesse tido a intenção de matar.

Geovane  foi preso em flagrante, junto com Magno, o segundo segurança envolvido no crime. O segurança prestou depoimento durante quatro horas, na prisão militar onde está desde o dia do crime.

A delegada titular do caso, Roberta Bertoldo, afirmou que Geovane relatou que na noite do crime, foi avisado pelo rádio interno da loja que era “solicitada ajuda” no caixa 25 do estabelecimento.

Ao chegar no local, o segurança teria encontrado João Alberto “olhando de uma forma um tanto braba pra uma das fiscais”

“Perguntou se estava tudo bem. A vítima respondeu que estava tranquilo e saiu”, cita Roberta. “Como não sabia o que tinha se passado, resolveu ir atrás”, relata.

Além de Giovane e Magno, está presa a agente de fiscalização do mercado, Adriana Alves Dutra, 51 anos, que acompanhou a ação dos seguranças. A Polícia Civil acredita que, como era responsável por orientar os seguranças da loja, ela podia ter agido para interromper as agressões.

Questionado, Giovane confirmou que Adriana era responsável por fiscalizá-los, mas disse que no momento do crime, devido ao barulho no local, não ouviu o que ela disse.

As informações são do site G1.