‘Sou o único representante político das Forças’, diz ministro da Defesa

-
Foto : Antonio Cruz / Agência Brasil

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, ressaltou que as Forças Armadas estão dissociadas dos generais da reserva que ocupam cargos no Palácio do Planalto. A declaração foi dada em transmissão ao vivo na noite de ontem (9), em um encontro virtual promovido pelo grupo Personalidades em Foco. A informação é do Estadão.

Segundo o ministro, não existe uma “ala militar” no governo. “É difícil, mas vou dizer o conceito. Uma parte da imprensa coloca o rótulo de ala militar. A ala que conheço é ala de escola de samba”, ironizou.

As manifestações ocorrem na esteira de notícias de que os militares estariam interessados em interferir na política e de declarações dúbias do presidente e aliados sobre possíveis rupturas constitucionais.

O ministro destacou que as Forças Armadas “são instituições de Estado” e que ele é seu único “representante político”. “Não tem outro representante”, disse. Ele também declarou estar alinhado com os comandantes militares, “responsáveis” pelos quartéis e pelas atividades militares. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui