Suspeito de matar garoto de 11 anos em Feira foi torturado antes de ser morto em Salvador, diz polícia

-
Kaíque tinha 11 anos de idade | Foto: Reprodução / Acorda Cidade

O homem suspeito de matar com golpes de foice o garoto Kaíque Soares Queiroz, de 11 anos de idade, em Feira de Santana, foi encontrado morto com sinais de tortura nesta quinta-feira (22), no bairro de Pernambués, em Salvador (veja aqui).

De acordo com informações divulgadas por Luiz Santos na Recôncavo FM nesta sexta-feira (23), o acusado Adriano Sales da Silva, de 20 anos havia fugido para Salvador e foi reconhecido por populares.

Antes da polícia chegar até o acusado, populares amarraram o suspeito, torturaram e depois o mataram a pedradas e tiros, “algumas pessoas fizeram justiça com as próprias mãos, antes disso, tiraram foto para ter certeza que era ele mesmo, assim como disse o delegado, coordenador da polícia civil, o Roberto Leal”, disse Luiz Santos.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) em Salvador. Na manhã desta sexta, familiares compareceram ao o IML para reconhecimento do corpo de Adriano.

“Ainda segundo o delegado Roberto Leal, o caso da morte do Adriano será investigado pela Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o caso do garotinho será investigado em Feira de Santana”, disse alegando que como o principal suspeito foi morto a policia deve concluir o inquérito, enviar para a justiça e o processo devera ser arquivado.

Redação Voz da Bahia