Vitória reage nos minutos finais e empata com o Avaí: 2×2

-
Fernando Neto e Léo Ceará marcaram para o Vitória contra o Avaí (Roberto Zacarias/Mafalda Press)

O Vitória segue sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Agora já são cinco jogos sem comemorar um triunfo, mas nesta quarta-feira (13) o rubro-negro ao menos mostrou força nos minutos finais e modificou o contexto de uma partida que já parecia perdida.

Apesar de ter exibido um futebol apático durante quase todo o jogo, o Leão arrancou um empate com o Avaí aos 45 minutos da etapa final, no estádio Ressacada, em Florianópolis: 2×2. O artilheiro Léo Ceará garantiu o resultado e o ponto somado fora de casa. Antes, Fernando Neto já havia marcado para o time baiano. Valdívia e Jonathan anotaram para a equipe catarinense.

O empate aumentou a distância do Vitória para a zona de rebaixamento. Antes era de apenas um ponto e agora é de dois. Em 16º lugar, o rubro-negro tem 38 pontos. Primeiro time dentro do Z4, na 17ª colocação, o Paraná soma 36. O Figueirense tem a mesma pontuação e aparece na 18ª posição.

LEÃO APÁTICO

O Avaí fez prevalecer o mando de campo, dominou todas as ações ofensivas no começo do primeiro tempo e não demorou a estufar a rede. Tímido em campo, o Vitória viu Rômulo assinar as duas primeiras investidas do jogo. A primeira esbarrou na defesa de César e a segunda foi para fora. Depois, Valdívia bateu colocado e o goleiro rubro-negro apareceu outra vez para fazer boa defesa. Impediu a comemoração do camisa 10 dessa vez, mas não na seguinte. Aos 13 minutos, Edílson cobrou escanteio, Rômulo desviou de cabeça e a redonda sobrou para Valdívia, que bateu de primeira e abriu o placar na Ressacada: 1×0. 

Apesar de estar perdendo o jogo, o Vitóra seguiu sem levar perigo à meta rival. Léo Ceará até conseguiu invadir a área, mas finalizou mal. O rubro-negro não criava e nem mostrava forças pra isso. Enquanto isso, o Avaí tentava marcar o segundo gol. Rômulo mandou para fora duas vezes. Ralf arriscou de longe, mas também errou a pontaria.

A REAÇÃO

O Vitória deu esperança ao torcedor logo no primeiro minuto de bola rolando após o intervalo. Vico deu passe açucarado para Fernando Neto, o volante deslocou o goleiro e deixou tudo igual na Ressacada: 1×1. Apesar do gol marcado, o Leão não produziu muito depois dele. Thiago Lopes até tentou de bicicleta, mas mandou a redonda bem longe do gol.

O Avaí também não apresentou muito na etapa final, mas aos 32 minutos ficou na frente outra vez. Valdívia puxou contra-ataque e não desistiu até a entrada da área, quando bateu contra a meta. César defendeu, mas deu rebote. Jonathan aproveitou e colocou o Avaí na frente outra vez: 2×1. 

O placar parecia definido, mas o Vitória mostrou força no finalzinho do jogo. Aos 45 minutos, Alisson Farias cruzou na medida para Léo Ceará e o centroavante, de cabeça, igualou o marcador da Ressacada: 2×2. Foi o 14º gol do artilheiro rubro-negro na Série B. Vice-artilheiro, ele só não marcou mais que Caio Dantas, do Sam,paio Corrêa, que tem 17 anotados. Nos acréscimos, Alisson Farias teve a chance de virar o placar. Mandou a bola muito perto do gol adversário, mas não acertou o alvo. 

EM CASA

Após dois jogos longe de Salvador, o Vitória volta a jogar no Barradão. No domingo (17), recebe a vice-líder Chapecoense, às 16h. Depois, o Leão atua fora de seus domínios outra vez. No dia 20, visita o Guarani, às 16h, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, no interior de São Paulo. 
 

FICHA TÉCNICA

Avaí 2×2 Vitória – 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Avaí: Glédson, Edílson, Fagner Alemão (Renato), Alan Costa, Betão e João Lucas; Ralf, Pedro Castro (Rafael Pereira) e Valdívia (Leandrinho); Ronaldo Silva (Jonathan) e Romulo (Vinícius Leite). Técnico: Claudinei Oliveira.

Vitória: César, Van, Wallace, João Victor e Rafael Carioca (Leocovick); Matheus Frizzo (Lucas Cândido), Fernando Neto, Gerson Magrão (Caíque Souza, e depois Samuel) e Thiago Lopes; Vico (Alisson Farias) e Léo Ceará. Técnico: Rodrigo Chagas.

Estádio: Ressacada, em Florianópolis
Gols: Valdívia, aos 13 minutos do 1º tempo; Fernando Neto, no 1º minuto, Jonathan, aos 32, e Léo Ceará, aos 45, do 2º tempo.
Cartão amarelo: Fagner Alemão, Caíque Souza e Matheus Frizzo.
Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda, auxiliado por Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Rafael Sepeda de Souza (Trio do RJ).