Família enterra travesti como homem e causa revolta em Sergipe

 
O movimento trans de Aracaju (SE) denunciou o fato de Alana, uma travesti, ter sido enterrada pela família como homem. A vereadora Linda Brasil (PSol) utilizou suas redes sociais para se posicionar sobre o assunto.

No Twitter, a vereadora disse que estava indignada e declarou que “não é porque é da família que há legitimidade para praticar transfobia deliberadamente”. (Metrópoles)