Últimas Notícias sobre Dólar

Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Em um dia de alívio no mercado internacional e de intervenções do Banco Central (BC) brasileiro, o dólar fechou abaixo de R$ 5,50 pela primeira vez desde o início de outubro. A bolsa de valores subiu e atingiu o maior nível em um mês.

Foto : Pixabay

O dólar fechou em leve queda de 0,01% hoje (30), cotado a R$ 5,1872. O dólar turismo, negociado para os viajantes, terminou o dia a R$ 5,40.

Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

O dólar opera em forte alta nesta quarta-feira (28), dando sequência ao movimento de aversão a risco iniciado na terça (27), segundo informa o jornal Folha de S. Paulo. Investidores temem a segunda onda de coronavírus na Europa e as eleições presidenciais nos Estados Unidos na próxima semana. No Brasil, o quadro fiscal e a indefinição do Orçamento de 2021 também pesam, levando o dólar a R$ 5,7930 pela manhã, segundo cotação da CMA.

Dolares-Moeda estrangeira

Mesmo com incertezas sobre a evolução da pandemia de covid-19, o dólar comercial caiu nesta sexta-feira (17). A moeda encerrou o dia vendida a R$ 5,236 com recuo de R$ 0,021 (-0,39%). A cotação, no entanto, fechou a semana com alta de 2,85%.

Foto : Marcelo Casal \ Agencia Brasil

O dólar fechou o pregão de hoje (20) em queda pelo segundo dia consecutivo, após o Federal Reserve (FED) ter anunciado, na véspera, que poderá emprestar até 60 bilhões de dólares ao banco central brasileiro e aos de outros oito países. A ajuda pode chegar ao valor de 450 bilhões de dólares, visto que Dinamarca, … continue

Foto : Reprodução / Revista Época

A disparada aconteceu apesar do anúncio do Banco Central de leilão de venda à vista de até 2,5 bilhões de dólares para esta quinta-feira, cancelando o anúncio de venda de até 1,5 bilhão feito no dia anterior.

Foto: Agência Brasil

A B3, principal índice da bolsa de valores brasileira, fechou em forte queda nesta quarta-feira (11). O pregão foi marcado pelo segundo circuit breaker da semana (interrupção das negociações), acionado após a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Foto: Agência Brasil

Em mais um dia tenso no mercado financeiro, o dólar subiu e voltou a bater recorde nominal desde a criação do real. Nem as intervenções do Banco Central conseguiram segurar a cotação. A bolsa de valores recuou quase 5% e teve a maior queda diária em uma semana.

Foto: Agência Brasil

Em meio ao receio de uma recessão global provocada pelo novo coronavírus, o dólar subiu e voltou a bater recorde nominal desde a criação do real. Nem o corte emergencial dos juros pelo Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, conteve as turbulências no mercado.

Foto : Marcelo Casal \ Agencia Brasil

O dólar fechou em alta hoje (2) pela 9ª sessão consecutiva, renovando recorde de fechamento. A moeda abriu com forte elevação no início do dia, chegando a bater R$ 4,5067, mas foi desacelerando ritmo de alta diante da perspectiva de possíveis medidas de estímulos de bancos centrais, incluindo a possibilidade de um corte da taxa de juros nos Estados Unidos.

Close