Últimas Notícias sobre Dólar

Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasildolar

Influenciado pelo cenário internacional e pela aprovação da emenda constitucional que amplia benefícios sociais, o mercado financeiro teve mais um dia de nervosismo nesta quinta-feira (14). O dólar chegou a aproximar-se de R$ 5,50, mas a alta perdeu força ao longo do dia. A bolsa de valores voltou a cair e atingiu o menor nível desde o fim de 2020.

Às 14h51, o Ibovespa opera em baixa de 1,95%, aos 95.431794 pontos, acompanhando as bolsas norte-americanas, que refletem os dados sobre a inflação, números fracos da temporada de balanços e os receios sobre uma recessão global. O dólar sobe 0,73%, cotado a R$ 5,4316.

Valter Campanato/Agência Brasil

O mercado financeiro viveu um dia misto nesta quarta-feira (13). O dólar iniciou o dia em alta, mas inverteu a tendência e caiu, com investidores aproveitando as valorizações recentes para vender moeda. A bolsa de valores passou a maior parte do dia em alta, mas não resistiu às pressões internacionais e encerrou abaixo de 98 mil pontos.

O principal índice da Bolsa de Valores (B3) opera com leve de 0,10%, aos 98.371 pontos às 14h06 desta quarta-feira (13), em contramão dos índices norte-americanos, que caem repercutindo a alta inflação. Já o dólar tem queda de 1,15, cotado a R$ 5,3735.

Valter Campanato/Agência Brasil

Em mais um dia de turbulência nos mercados doméstico e internacional, o dólar voltou a superar R$ 5,40 e fechou no maior valor desde janeiro. A bolsa de valores fechou com leve alta, com ações de empresas varejistas compensando a queda de papéis de empresas exportadoras de commodities (bens primários com cotação internacional).

O euro chegou a equivaler a US$ 1 nesta terça-feira (12), atingindo uma queda de cerca de 12% desde o início do ano. É a primeira vez, em 20 anos, que as duas moedas atingem paridade e têm o mesmo valor.

Foto: Divulgação/Pixabay

O principal índice da Bolsa de Valores (B3) encerrou o pregão desta sexta-feira (8) em desvalorização de 0,43%, aos 100.289 pontos. Na semana, o Ibovespa conseguiu terminar em alta de 1,35%. Já o dólar, registrou recuo de  1,44%, cotada a R$ 5,267. Na semana, a moeda norte-americana registrou queda de 1%.

© Shutterstock

Após vários dias de turbulência internacional, o mercado financeiro deu uma trégua nesta quinta-feira (7). O dólar caiu pela primeira vez após cinco altas seguidas e fechou abaixo de R$ 5,40. A bolsa de valores subiu mais de 2% e recuperou o nível de 100 mil pontos.

Às 14h27, o Ibovespa opera em queda de 1,91%, aos 96.723 pontos, menor patamar desde novembro de 2020, seguindo o exterior e sendo puxada pela queda de blue chips ligadas a commodities, em pregão de forte queda dos preços do petróleo. Já o dólar, tem alta de 1,21%, cotado a R$ 5,3933.

Foto: Divulgação/Ibovespa

O principal índice da bolsa de valores brasileira (B3), encerrou o pregão desta segunda-feira (4) em queda de 0,35%, aos 98.608 pontos, repercutindo as novas restrições contra a Covid-19 na China. Já o dólar comercial fechou com leve alta de 0,09%, a R$ 5,325.

Close