Governo do Estado e Sesi estudam parceria para a área da Educação

Foto: Divulgação

O governador Rui Costa visitou as instalações da escola do Serviço Social da Indústria (Sesi) no Cabula, em Salvador, nesta sexta-feira (9), acompanhado do secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues. Rui conversou com os gestores da instituição sobre a possibilidade de uma parceria com a Rede Estadual de Educação e recebeu informações sobre a metodologia aplicada com os estudantes e conheceu os laboratórios de química, biologia, além de projetos desenvolvidos na unidade. O governador também participou de aulas virtuais de química, matemática e conversou com estudantes.

Segundo o governador, a proposta é discutir uma parceria de integração, de conteúdo, de metodologia e também incorporar várias das escolas da Rede Estadual a essas metodologias. “Estamos estudando um modelo inovador, uma escola conjunta no modelo Sesi Senai, como Governo do Estado”. Rui disse, ainda, que a escola será construída na área do Cabula. “Nós desapropriamos um terreno que era da antiga OI, de 90 mil metros quadrados, onde nós vamos implantar essa escola. Queremos utilizar várias metodologias, inclusive avançando na formação profissional e nesses cursos à distância, principalmente para jovens que já estão fora do período curricular do nível médio e que querem recuperar o tempo perdido para voltar a estudar”, explicou. 

O superintendente do Sesi Bahia, Armando Neto, informou que estão sendo discutidos três eixos para a parceria. “Um é a iniciação científica. Nós já temos uma experiência razoável nessa área, talvez sejamos o departamento regional do Brasil que mais tem experiência. Vamos levar a iniciação científica para a grade curricular dos alunos, principalmente no ensino médio. O outro eixo seria robótica, algumas escolas do governo já concorrem nos nossos campeonatos. A idéia é ampliar a robótica na Rede Estadual. O outro é a educação de jovens e adultos. O Sesi também já tem uma experiência  muito boa e a ideia é contribuir com o Estado para esse grande desafio que é ofertar um número maior de vagas na educação de jovens e adultos”. (Gov.Ba)