11 mitos e verdades sobre a rinoplastia

Foto: divulgação

Para corrigir questões funcionais ou para ajustes estéticos do nariz, a rinoplastia tem sido umas das cirurgias plásticas mais procuradas. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o procedimento é o sétimo mais realizado no país, somando 4,4%, do total de intervenções.

O cirurgião plástico Alan Landecker, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), acredita que esse aumento tenha sido influenciada pelo isolamento social, pelo maior tempo nas redes sociais e fazendo selfies. Tanto que conforme o Google o termo “rinoplastia” apresentou um crescimento de mais de 4.800% nas ferramentas de busca entre os meses de março e junho. Por isso, o especialista reuniu 11 mitos e verdades sobre a rinoplastia. 

1- Para operar o nariz é preciso desmontar a sua estrutura?

MITO! Para quem tem a necessidade de tratar a parte óssea do nariz, existe uma técnica inédita no  mercado chamada Rinoplastia Balanceada que não utiliza o famoso “martelo”. Por meio de um motor movido à energia ultrassônica é possível esculpir o nariz com maior precisão, não sendo necessárias    incisões na parte externa do nariz, preservando cartilagens, mucosas e vasos sanguíneos. Além de não desabar o nariz, a técnica resulta em menos inchaço, sangramento, hematomas e inflamação no período pós-operatório; o que confere ao paciente uma recuperação mais rápida e tranquila, permitindo-o retornar às atividades rotineiras mais rapidamente. Vale dizer que o resultado definitivo da rinoplastia tradicional é alcançado em 6 a 12 meses, já  na Rinoplastia Balanceada esse período tende a ser menor, justamente por causar menos inchaço.

2- É possível obter o nariz que você desejar

MITO! Cada paciente tem expectativas e características anatômicas únicas, como a consistência das cartilagens e a qualidade da pele. Esses fatores podem limitar a obtenção de determinados tipos de resultado. Exemplo: é impossível obter uma ponta nasal super definida em pacientes com pele grossa, como nos narizes negróides. A rinoplastia tem como objetivo harmonizar o nariz às proporções faciais de cada paciente, portanto é altamente individualizada.

3 – Após a cirurgia a pessoa respira com dificuldades 

VERDADE! Porém é um desconforto mínimo. O inchaço na parte interna do nariz diminui o calibre das vias aéreas e consequentemente a passagem de ar. Felizmente, isto melhora bastante após 2-4 semanas e são usados splints de silicone com túnel de ar embutido (ao invés de tampão) que permitem a respiração normal do paciente imediatamente após a cirurgia.  

4- A rinoplastia pode causar diminuição do ronco 

VERDADE! Quando a via aérea é prejudicada por desvio do septo, hipertrofia dos cornetos e/ou insuficiência das válvulas nasais, a rinoplastia bem feita costuma oferecer um ganho considerável na maioria das queixas de ronco. 

5-  Qualquer um pode fazer a cirurgia, independentemente da idade 

MITO! A cirurgia de nariz deve ser feita a partir dos 16 ou 17 anos, quando as estruturas ósseas e cartilaginosas do nariz e da face estão plenamente desenvolvidas.  

6- A cirurgia é muito dolorosa 

MITO! Com a modernização do procedimento, as queixas de dor no pós-operatório se tornaram casa vez menores. Os relatos dos pacientes se assemelham a um resfriado leve, como entupimento do nariz e coriza.  

7- A ponta do nariz perde a sensibilidade após o procedimento 

VERDADE! Mas temporariamente. A sensibilidade costuma retornar após alguns meses da cirurgia. Em alguns casos, a sensibilidade pode demorar até um ou dois anos para voltar ao normal.  

8- Os resultados são imediatos! 

MITO! Eles costumam aparecer em torno de três a 12 meses após a cirurgia, dependendo do caso. O mesmo vale para a evolução e cicatrização de cada paciente.  

9- A recuperação difere conforme o tipo de pele do paciente 

VERDADE! A técnica estruturada e a preservadora tem recuperações distintas, mas em ambas a resposta é unânime: os pacientes com pele mais fina costumam apresentar menos inchaço, enquanto as grossas e oleosas costumam ficar um pouco mais tempo inchadas.  

10 – O procedimento pode ser realizado mais de uma vez até o paciente ter o resultado desejado 

VERDADE! Quando não tiver um resultado satisfatório, pode, sim, realizar outra cirurgia, desde que aguarde 1 ano. Esse é o menor tempo para que o nariz esteja com o mínimo possível de fibrose e próximo ao resultado final.  

11 – É possível evitar reoperações 

MITO! Não existem formas de evitar 100% o surgimento das complicações que levam o paciente a realizar uma nova cirurgia, mas o que pode ser feito para minimizar os riscos é procurar sempre um profissional com boa formação, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O médico deve ser bem preparado e possuir as habilidades técnicas necessárias para realizar tal procedimento.  (Ibahia)