27 homicídios registrados em maio de 2020 em Feira de Santana e mais de 40 já elucidados no ano

-
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

A polícia de Feira de Santana registrou em maio deste ano, 27 homicídios. O índice é semelhante ao mesmo período no ano passado, quando foram registrados 28, porém é o menor já registrado neste ano em comparação aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril (veja nos gráficos).

Em maio deste ano entre as vítimas estavam uma mulher, que foi morta a tiros, e dois menores de 18 anos. Um homem foi morto a pauladas e os demais a tiros. Ainda em maio de 2020 ocorreram um excludente de ilicitude (legítima defesa) e oito mortes em decorrência de intervenção policial (troca de tiros).

De acordo com o delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios, cerca de 45 homicídios registrados neste ano já foram elucidados.

“Dos mais de 170 homicídios, 45 homicídios já foram elucidados. São inquéritos policiais que foram concluídos remetidos à justiça com a representação de prisões preventivas que tão, logo sejam decretadas, a Delegacia de Homicídio em conjunto com a Polícia Militar, deverá dar cumprimento para que assim a gente possa tirar essas pessoas de circulação. São pessoas que rotineiramente realizam este tipo de crime aumentando o índice de homicídios em nossa cidade. Sabemos que a polícia não tem bola de cristal para saber onde esses homicídios vão acontecer, e da mesma forma, um crime pode ser elucidado em questão de uma hora, duas horas, uma semana ou pode levar anos”, disse.

O delegado destacou o trabalho conjunto da Polícia Civil com as polícias Militar e Rodoviária Federal e declarou que acredita que os índices podem ser menores agora em junho.

“Tivemos nos quatro meses iniciais do ano um aumento expressivo do número de homicídios com relação ao mesmo período do ano passado. No mês de maio houve redução e é um reflexo das ações que estão sendo realizadas não só pela Polícia Civil, mas pela Policia Militar e Rodoviária Federal, em conjunto, para que a gente possa tentar frear o índice de criminalidade em nossa cidade. Com o cumprimento de mandados de prisão que vem ocorrendo, foram 42 prisões realizadas, tanto em crimes de homicídio relacionadas à preventivas e prisões em flagrantes, esse número reflete o resultado que estamos vendo e acreditamos com a continuidade de prisões no mês de junho. Acredito que com o cumprimento dessas prisões, a gente possa tentar diminuir cada vez mais esses índices, para que possamos ao menos chegar a equacionar ao mesmo número de homicídios ou obter um número menor que o ano passado”, informou o delegado ao Acorda Cidade.

Rodolfo explicou que o trabalho de investigação é contínuo e que muitas vezes, inquéritos antigos acabam ajudando a elucidação de inquéritos novos.

“São crimes, muitas vezes, relacionados, como vingança, especialmente nos crimes de tráfico de droga, então as diligências novas acabam complementando as diligências antigas e possibilitando a conclusão desses inquéritos”, explicou.

Bairros – Os homicídios em maio deste ano ocorreram nos bairros Rua Nova , Santo Antônio dos Prazeres, George Américo, Baraúnas, Caseb (2), Conceição, Pedra do Descanso, Aviário, Sim, Ponto Central, Mangabeira, Parque lagoa Subaé, Papagaio, Novo Horizonte, Fraternidade, Campo limpo e Queimadinha e no distrito de Tiquaruçu.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui