Agora no Solidariedade, advogada mantém sua pré-candidatura a prefeita de SAJ e sobre administração atual diz: “farei minhas observações no momento oportuno”

-
Foto: Divulgação

A pré-candidata a prefeita, a advogada, Drª. Lia Barroso, em entrevista ao programa Meio-Dia e Meia, do Voz da Bahia na segunda-feira (11) reafirmou sua posição política e avaliou os demais pré-candidatos a prefeito por Santo Antônio de Jesus.

MUDANÇA DE LEGENDA:

Inicialmente, a pré-candidata explicou a sua mudança de partido, Lia que era do PT (Partido dos Trabalhadores), mudou para o Solidariedade, “o PT me convidou para ser pré-candidata, porém nas férias forense, enquanto eu estava viajando, houve a comemoração de posse, além de filiações e eu nem sequer fui convidada; eu tomei um susto sem saber o que estava acontecendo. Nesse período, o PT mudou de posição, houve uma mudança estratégica em Santo Antônio de Jesus e o PT está apoiando o prefeito Rogério Andrade que faz parte da base aliada, então existe um acordo de partido. Não fiquei chateada e nem com raiva de ninguém, até porque esse sentimento de raiva no corpo não habita no meu ser”, revelou.

SOLIDÁRIA:

Ainda sobre a troca de partido, Drª. Barroso informou que foi bem acolhida no Solidariedade, ela disse também que a legenda possui uma base relevante, “o partido é muito bom, é independente, não está ligado nem a classe política “A” nem a “B”, segue seu próprio rumo e eu fiquei feliz porque eu não poderia ter ido para um partido melhor. Já houve uma conversa prévia com o presidente da legenda para que me fosse dada, ele nos convidou e nós fomos a sede do partido. Lá tive total apoio, foi tudo colocado em ‘pratos limpos’, nomes da diretoria, tudo registrado, depois que tudo foi resolvido onde o partido estava sobre minha presidência, foi então que eu divulguei na imprensa que agora estava presidindo o Partido Solidariedade e era por ele que eu seria pré-candidata a prefeita de Santo Antônio de Jesus”, explicou.

RIVAIS:

A advogada explica que não fará uma candidatura contra rivais e sim apresentar uma alternativa nova para Santo Antônio de Jesus dentro da visão do partido, “não irei atirar pedra em ninguém, irei apenas apresentar no momento próprio, as nossas propostas no sentido de mostrar algo diferente ao município. Santo Antônio de Jesus nunca teve uma prefeita, muito menos uma vereadora e há muito tempo só teve quatro. Não posso deixar de lado a questão do gênero; Santo Antônio precisa ser governado por uma mulher, que seja eu, ou que seja outra mulher de futuro, mas Santo Antônio de Jesus precisa de uma mulher para gerir os seus destinos, porque a visão da mulher é diferente da administração e eu quero aplicar a minha visão diferente em prol das mulheres e mães do município, além das donas de casas, comerciárias professoras, todas elas”, explica.

PERCURSO:

A pré-candidata ainda relata que sua vida profissional sempre foi ligada a advocacia e administração privada, contudo sempre esteve presente em grandes cargos de entidades públicas, “advocacia fez muito bem comigo, já fui presidente da subseção, já ocupei várias cargos, como secretária, vice, fui presidente da Comissão Estadual Direitos das Mulheres na OAB Bahia, por 3 anos, enfim, a minha vida inteira foi atuando não só no escritório, mas nas entidades clássicas. Trabalho há mais de 22 anos no Sindicato de Trabalhadores Rurais de Santo Antônio de Jesus, prestando serviço à comunidade rural onde tenho o maior respeito”, expôs.

AVALIAÇÕES:

Sobre sua avaliação a respeito da atual gestão, a pré-candidata informa que irá explanar no momento oportuno, “no momento eu quero dizer que sou pré-candidata para valer e vou apresentar meu nome na convenção, apresentar um projeto pioneiro, diferente, coletivo, diferente de tudo e a Santo Antônio de Jesus irei dá ao povo da cidade a oportunidade de escolher uma mulher para gerir os seus destinos”, relevou.

SUA AVALIAÇÃO AOS PRÉ-CANDIDATOS DO MUNICÍPIO:

Humberto Leite: No ponto de vista administrativo quando ele foi prefeito teve seus erros e acertos e o povo que é que vai avaliar se vale a pena novamente votar em Humberto Leite, ou se deve votar em outra pessoa.

Dr. Everaldo Júnior: Conheço muito pouco de Everaldo, sei que ele já concorreu em outras oportunidades e não teve sucesso e de igual modo tem legitimidade. Ele deve concorrer, o povo vai dizer se ele é o preferido ou não, a bola está com o povo e não comigo.

Genival Deolino: Genival é um homem de bem, empresário, bem-sucedido, mas não é de Santo Antônio de Jesus é de Valença, de Santo Antônio sou eu, então eu acredito ter que alguns pré-requisitos mais favoráveis do que ele, embora eu o respeite muito.

Dr. Christian Ferraz: Não conheço o Dr. Christian então seria uma temeridade falar de uma pessoa que eu não conheço

Rogério Andrade: Não tenho o que falar sobre a pessoa de Rogério Andrade, não tenho nada contra, quanto à administração eu irei fazer as minhas observações no momento oportuno, tem algumas coisas que eu poderia logo falar e dizer que não concordo, mas esse não é o momento eu vou deixar para falar quando eu estiver ativamente candidata, porque atualmente eu sou apenas pré-candidata, então falarei sobre administração do atual gestor Rogério Andrade, mas sempre no ponto de vista construtivo, do debate político civilizado.

PANDEMIA EM SAJ:

Sobre as atitudes do atual prefeito com relação a pandemia do coronavírus, Lia Barroso diz que faria diferente em alguns práticas, mas acredita que as medidas tomadas são positivas “acho que de alguma forma o prefeito está ajudando. Com fechamento total do comércio depois do fechamento parcelado, acho que de alguma forma está ajudando a não ter a proliferação deste vírus infeliz, como está acontecendo aqui no extremo sul da Bahia. Eu acho que a Bahia está indo bem. O prefeito de Salvador que é adversário do governador da Bahia, Rui Costa, está sentando para dialogar juntos, agindo em conjunto em prol da população e da saúde pública, e isso para mim é muito importante, eu aplaudo a conduta dos dois, esqueceram as divergências políticas, esqueceram que são rivais politicamente, estão juntos para o bem comum. Eu acredito que não adianta bate-boca, um brigando com o outro, eu estou fora disso. A nossa caminhada será diferente, o nosso grupo, inclusive os nossos candidatos a vereadores e vereadoras, que são muitos, todos estão avisados e eles seguem a nossa recomendação, nós vamos trabalhar de forma diferente, vamos mostrar para o povo o que é que vamos oferecer caso sejamos eleitos, sem bate-boca e sem atacar ninguém. Não somos adversários e nem inimigos, somos apenas concorrentes e quem decide é o povo ”, concluiu.

Reportagem: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui