Após liberação, retomada de restaurantes em Praia do Forte é marcada por medidas contra proliferação da Covid-19

-
Foto: Divulgação

Após ficar fechado desde março por causa da Covid-19, o primeiro dia de retomada do funcionamento dos restaurantes em Praia do Forte – que fica em Mata de São João, cidade da região metropolitana de Salvador, e é uma das mais famosas da Bahia – neste sábado (1º), foi marcado por medidas de prevenção contra a Covid-19.

Havia muitas pessoas pela vila da praia, mas não houve registro de aglomerações. Além disso, todo mundo usava máscara, equipamento de proteção obrigatório para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

O Projeto Tamar, que também fica na Praia do Forte, foi reaberto neste sábado, mas podendo atender apenas com 10% da capacidade total.

Tanto os restaurantes, parques temáticos e atrativos turísticos de Mata de São João tiveram autorização para funcionamento após uma reunião entre a gestão e os comerciantes, na quarta-feira (29), e também pela estabilidade no crescimento do números de casos de pessoas com o novo coronavírus.

Essa é a primeira etapa de retomada gradativa do comércio da cidade, conhecida por ter famosos distritos com praias famosas como Imbassaí, Diogo, Sauípe e Praia do Forte.

Os restaurantes só poderão funcionar até as 21h30. Já os parques temáticos e atrativos turísticos até 18h. Mas, para que a autorização fosse dada, a prefeitura pontuou que os responsáveis pelos estabelecimentos firmaram um Termo de Responsabilidade Sanitária para que os protocolos de prevenção ao novo coronavírus fossem cumprido.

Neste primeiro dia de retomada, os funcionários dos restaurantes adotaram uso de máscaras e distanciaram uma mesa da outra. A distância mínima permitida é de 1,5 metro. Além disso, apenas três linhas de mesa puderam ser colocadas do lado de fora. A nutricionista Patrícia Lago, comentou as medidas adotadas.

“A gente está seguindo protocolo onde estabelece regras de higienize e segurança. A gente tem dispensa de álcool em gel na entrada do restaurantes, onde os clientes tem a temperatura aferida. A gente tem cardápio em QR Code. Todos os nossos pratos são higienizados na frente dos clientes. Reduzimos o cardápio para não demorar muito na mesa. Todos os funcionários têm máscara de dupla camada de algodão. Além disso, tem a proteção da máscara de acrílico”, contou.

De acordo com Vitor Hugo Knack, presidente da associação comercial e turística de Praia do Forte , várias pesquisas foram adotadas para que estabelecimentos fossem reabertos.

“Pesquisamos todos os protocolos, nacionais e internacionais […] Fizemos uma pesquisa extensa em outros destinos turísticos para nos adaptar e para prestar o melhor serviço, com a melhor segurança possível pros nosso turísticas e visitantes”, disse.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela cidade na sexta-feira (31), Mara de São João tem 389 casos acumulados da Covid-19, desde o começo da pandemia. Desse total, cinco pessoas morreram por causa da doença. (G1/Ba)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui