Cientistas criam método que reduz efeitos colaterais da quimioterapia

Cientistas dos Estados Unidos, mais precisamente da Universidade Estadual da Pensilvânia e do Instituto Terasaki de Inovação Biomédica, em Los Angeles, desenvolveram um método natural de remover resíduos de quimioterapia do organismo e reduzir os efeitos que fragilizam pacientes em tratamento contra o câncer.

O tratamento consiste em uma tecnologia chamada de nanocristais de celulose peluda foi criada por cientistas e ela tem como base materiais extraídos das paredes celulares da plantas.

Segundo o estudo, publicado na revista científica Materials Today Chemistry, eles aumentam a capacidade potencial de captura das drogas usadas na quimioterapia.
Diminuindo assim os efeitos indesejados, como queda de cabelo, anemia, infecções crônicas, febre, entre outros. (B.News)