Contrapartida do estado na ponte Salvador-Itaparica será paga com alienação de terrenos

-

O recurso da contrapartida do governo da Bahia para a construção da ponte Salvador-Itaparica, no valor de R$ 1,5 bilhão, será levantado parte através de financiamento e parte por meio de alienação de propriedades do estado. A informação foi anunciada pelo governador Rui Costa (PT) nesta segunda-feira (16).

“Nós vamos tirar de recursos de investimento do estado. Nós temos fundo de investimentos, vamos alienar muitos imóveis”, afirmou Rui sob argumento de que o estado possui muitas propriedades em desuso e ociosas. “O estado tem muitos imóveis que há anos estão sem uso, fazendas, uma série de imóveis, muita área, muita terra que o estado não usa para nada”, justificou o petista.

Na última sexta-feira (13), o leilão para construção da ponte Salvador – Ilha de Itaparica definiu o Consórcio Ponte Salvador Itaparica, integrado por três empresas chinesas, como o vencedor. A licitação foi acompanhada pelo governador Rui Costa, pelo vice-governador João Leão e pelos secretários de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti e da Casa Civil, Bruno Dauster.

A ponte, com 12,3 quilômetros de extensão, está inclusa no Sistema Viário do Oeste, que também contempla a implantação dos acessos ao equipamento em Salvador, por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa, e a interligação com a Ponte do Funil, que também será revitalizada. A construção da ponte encurtará o tempo de deslocamento em cerca de 100 quilômetros, beneficiando de imediato 250 municípios e 10 milhões de pessoas das regiões Oeste, Sudoeste, Sul e Extremo Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui