Contrato para compra de 10 milhões de doses de CoronaVac é assinado

Foto: Divulgação

O contrato para a aquisição de mais 10 milhões de doses da CoronaVac foi assinado nesta terça-feira, 15, pelo Ministério da Saúde com o Instituto Butantan. As novas doses serão utilizadas na campanha de imunização contra a Covid-19, com foco também na vacinação de crianças e adolescentes.

No mês passado, a vacina desenvolvida pelo Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac recebeu autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso em crianças e jovens de 6 a 17 anos. O intervalo entre doses é de 28 dias e a vacina oferecida é a mesma versão aplicada em adultos. Imunossuprimidos, no entanto, devem ser vacinados com o imunizante da Pfizer.

Presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas informou em coletiva nesta quarta-feira, 16, que as doses devem ser encaminhadas nesta quinta-feira, 17. “”O contrato foi assinado ontem à noite e estamos nos preparando para essa entrega amanhã de manhã. E vamos pedir a Anvisa autorização para aplicar a CoronaVac em crianças de 3 a 6 anos”, completou.

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 105 milhões de doses da Coronavac foram adquiridas e distribuídas pelo Governo Federal, das quais 89,4 milhões foram aplicadas. “Sendo 46,6 milhões de primeiras doses e 41,1 milhões de segundas doses. Após a aprovação do uso do imunizante no público infantil pela Anvisa, 2 milhões de crianças entre 6 e 11 anos já iniciaram o ciclo vacinal com a vacina”, informou, em nota.

A pasta informou que, na semana passada, assinou um termo aditivo com a Pfizer para adquirir mais 2 milhões de doses da versão pediátrica da vacina contra a Covid-19. Dessa forma, o número de doses do imunizante da farmacêutica voltados para a vacinação de crianças de 5 a 11 anos será 22 milhões. O público-alvo da campanha é de 20 milhões de crianças. (Veja)