Convenção das Assembleias de Deus emite nota de repúdio contra a Porta dos Fundos

Imagem: Reprodução

O “especial de Natal” promovido pelo grupo “Porta dos Fundos”, onde a figura de Jesus Cristo é vilipendiada, tem sido alvo de repúdio por diferentes organizações, entre elas a Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil – Ministério de Madureira (CONAMAD).

A entidade publicou uma nota contra o “ato de vilipêndio à crença e o desrespeito aos cristãos” contra a Porta dos Fundos, uma vez que a figura de Jesus Cristo foi retratada de forma blasfema, contrariando os relatos bíblicos sobre o maior nome sagrado da cristandade mundial.

Desde que foi lançado, o “especial de Natal” da Porta dos Fundos gerou polêmica ao retratar o Filho de Deus como um homossexual sofrendo tentações. Até mesmo a Associação Nacional de Juristas Islâmicos (Anaji) se manifestou contra o programa que utiliza o humor como justificativa de desrespeito aos valores cristãos.

“O artigo 5º, inciso VI, da Constituição Brasileira, deixa bem claro a proteção e respeito ao Sagrado. A liberdade de opinião e de expressão, também garantida pela Constituição, tem caráter relativo, podendo ser exercido tão somente dentro dos limites impostos pelo ordenamento jurídico, de maneira que não haja o desrespeito e a fomentação de aversões ou agressões a grupos religiosos, caso contrário implica na tipificação de crime (Lei 9.459, de 1997 e,  artigos 140, 208 do CP)”, referencia a nota da Anaji.

A CONAMAD, por sua vez, afirmou que “o respeito às diversas crenças e a garantida proteção ao culto deve ser resguardada em todas as esferas da sociedade, inclusive no meio artístico, onde as produções têm o poder de influenciar na cultura”.

A nota das Assembleias de Deus, portanto, diferencia o caráter meramente humorístico dos atos de desrespeito à fé alheia, neste caso a cristã, ressaltando que “diante disso, a CONAMAD conclama a todos os cristãos, seja de qual for à denominação, a se unirem em oração e promover ações pacíficas contra qualquer movimento que busque desconstruir nossas doutrinas e valores”.

O documento da CONAMAD contra a Porta dos Fundos foi assinado pelo presidente executivo da entidade, bispo Samuel Ferreira, o 2º vice-presidente, bispo Abigail C. de Oliveira e o 3º vice-presidente, bispo Abner Ferreira, segundo informações do Gospel Prime.

por: Will R. Filho – Gospel +