Diretores da CBF apoiam afastamento de Caboclo após denúncia de assédio, diz site

Foto: Divulgação

A maioria dos diretores da CBF, incluindo o secretário-geral, Walter Feldman, defendem o afastamento imediato do presidente da entidade, Rogério Caboclo, acusado por uma funcionária de assédio moral e assédio sexual. A informação é do portal Globo Esporte.

Os dirigentes responderam, na noite deste sábado, a um e-mail enviado pelo diretor de Governança e Conformidade, André Megale, que sugeria o afastamento de Caboclo do cargo – para poder colaborar com as investigações e “comprovar sua inocência”.

Segundo o ge, Caboclo está isolado sem o apoio dos seus diretores. Além disso, a comissão técnica e os jogadores da seleção brasileira estão em guerra declarada com ele. Os patrocinadores da CBF também começam a manifestar incômodo com a situação.

A denúncia de assédio foi protocolada na sexta-feira (4) na Comissão de Ética da CBF e na Diretoria de Governança e Conformidade. No documento, a funcionária narra constrangimentos sofridos por ela em viagens e reuniões com o presidente e na presença de diretores da CBF. Ela afirma ter provas de todos os fatos narrados e pede a investigação do caso.