Ectomorfo, mesomorfo, endomorfo? Descubra como saber o seu biotipo corporal

Foto: Divulgação

Embora cada organismo seja único e tenha suas particularidades, é possível traçar algumas semelhanças entre os indivíduos e, a partir daí, definir biotipos padrões – que são determinados, essencialmente, de acordo com a estrutura óssea e o funcionamento do metabolismo. Para quem não sabe, existem três categorias básicas que servem para diferenciar os biotipos do corpo humano: ectomorfo, mesomorfo e endomorfo. Quer saber mais sobre elas? Aqui, nós listamos as principais características de cada grupo e explicamos por que é importante saber o seu biotipo. Confira!

Quais são as diferenças entre os biotipos ectomorfo, mesomorfo e endomorfo?

Para diferenciar os biotipos corporais é importante analisar dois fatores simples: a estrutura óssea (que pode ser mais compacta ou alongada) e o funcionamento do metabolismo (que pode ser mais lento ou acelerado). Conheça as principais características de cada categoria:

Ectomorfo é um biotipo magro, de metabolismo acelerado

Sabe aquele perfil de pessoa bem magra, alta e que tem dificuldade de engordar? Ele se encaixa perfeitamente no biotipo ectomorfo. Pessoas com esse tipo de organismo têm um metabolismo bem acelerado – ou seja, têm menos chances de acumular gordura, pois queimam calorias com mais facilidade. Além disso, um indivíduo com corpo ectomorfo costuma ter ossos alongados e ombros curtos.

Mesomorfo apresenta ossatura média e aparência mais atlética

Pessoas com corpo mesomorfo costumam ter uma facilidade tanto em ganhar peso quanto em perder. Por isso, os cuidados com a alimentação devem ser bem frequentes. Esse biotipo é definido basicamente por uma ossatura média, uma aparência mais atlética e músculos fortalecidos. Um indivíduo desse perfil tem metabolismo intermediário (nem tão acelerado, nem tão lento) e consegue ganhar massa magra com bastante facilidade – ou seja, treinos de musculação costumam render bem.

Endomorfo é um biotipo que apresenta maior tendência a acumular gordura

O biotipo endomorfo pode ser definido como o oposto direto do ectomorfo. Indivíduos com esse perfil têm um metabolismo mais lento e, consequentemente, uma tendência maior para o ganho de peso (aumento de gordura corporal). Além disso, esse biotipo tem uma estrutura óssea maior, mais larga e, assim como o mesomorfo, apresenta certa facilidade no ganho de massa muscular. Geralmente, pessoas com corpo endomorfo precisam ter um controle maior com o consumo de certos alimentos (em especial, produtos gordurosos ou com muito açúcar) para regular o peso e os níveis de colesterol.

Descubra o seu biotipo para ter uma alimentação e treino adequados

Definir o seu biotipo é importante para levar um estilo de vida saudável e adequado de acordo com o seu organismo. Quem tem um corpo ectomorfo, por exemplo, pode focar em comer alimentos ricos em proteínas e apostar em treinos direcionados para um maior ganho de massa muscular. Já quem tem um biotipo endomorfo, em contrapartida, deve equilibrar os treinos entre musculação e atividade aeróbica – para fortalecer os músculos e, ao mesmo tempo, ter um bom gasto calórico. Nesse caso, o consumo de alimentos termogênicos e diuréticos (como gengibre, canela, pimenta, limão e outros) também pode ser benéfico para acelerar o metabolismo. O ideal é sempre consultar um nutricionista e um profissional da educação física para montar uma dieta personalizada e saber como se exercitar da melhor forma possível. (Conquiste sua Vida)