Em Salvador, ‘desaparecido’ em Brumadinho revela medo de voltar por ser gay

0
323
-
Foto: reprodução/Facebook

Dado como desaparecido na tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, há três meses, o catarinense Evandro Schwirkowsky, de 23 anos, fez contato com a família na última terça-feira (16/4). Desde o rompimento da barragem, ele está em Salvador. Evandro é morador do município de Corupá, em Santa Catarina. Em entrevista a NSC TV, ele diz que foi à Brumadinho em busca de emprego, mas saiu da cidade 1h antes do rompimento da barragem. Ele conta que fugiu para Salvador com o companheiro, Edemilson, por causa do preconceito sofrido por eles em Corupá.

O catarinense lembra que vagou pelas ruas de Salvador por receio de prejudicar o companheiro se fosse localizado pela família ao voltar para casa. “Peço perdão a todos, ao Meu Deus, ao meu companheiro, que foi a pessoa que mais sofreu. Fiz tudo isso porque meu pai não aceitava o fato de eu ser gay e casado com um homem. Estive mesmo em Brumadinho, mas, pela graça do nosso Deus, saí uma hora antes do ocorrido”, disse Evandro em vídeo divulgado. O pai do jovem, Mauricio Schwirkowsky, chegou a fazer comparação genética com os corpos encontrados na lama para descobrir se Evandro estaria entre os mortos. (Aratu online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui