Estados Unidos reabrem fronteiras para viajantes a partir desta segunda (8)

As fronteiras dos Estados Unidos vão ser abertas, a partir desta segunda-feira (8), para viajantes vacinados contra a Covid-19. Com isso, termina os cerca de 20 meses de restrições mais rígidas, que foram criticadas por países da Europa, além dos vizinhos México e Canadá.

A proibição de viagens imposta pelo então presidente Donald Trump no início de 2020, depois confirmada pelo atual presidente Joe Biden, agravou as turbulências provocadas pela pandemia, com famílias separadas, relações comerciais interrompidas e carreiras frustradas.

O levantamento das restrições também representa um respiro para o setor de aviação em crise pela pandemia.

Vacinação e testes
Para os viajantes que chegam de avião, os Estados Unidos solicitarão a partir de segunda-feira (8), além do certificado de vacinação e do teste negativo para Covid feito nos três dias anteriores à partida, o estabelecimento pelas companhias aéreas de um sistema de rastreamento de contatos.

Para a rota terrestre, as restrições serão suspensas em duas etapas.

A partir de segunda-feira, as pessoas que chegarem ao país por motivos considerados não essenciais, como família ou turismo, poderão cruzar a fronteira do Canadá ou do México, desde que estejam vacinadas.

Aqueles que o fazem por motivos imperiosos, por exemplo, os motoristas de caminhão, estarão isentos deste requisito.

Mas a partir de janeiro a obrigação de vacinação se aplicará a todos que cruzarem as fronteiras terrestres, independentemente do motivo da viagem.

As autoridades de saúde dos EUA também indicaram que todas as vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) serão aceitas.

Por outro lado, a OMS está mais uma vez alarmada com a taxa de transmissão “muito preocupante” da covid-19 na Europa, que pode causar mais meio milhão de mortes no continente até fevereiro.

Esta quarta onda atinge principalmente a Alemanha, com a qual o governo Biden é especialmente cuidadoso em suas negociações. (Bahia.ba)