Estivador morre imprensado por pá carregadeira em navio do Porto de Aratu, em Salvador

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Trabalho (MPT) instaurou nesta segunda-feira (27) um inquérito para apurar as circunstâncias do acidente que causou a morte de um estivador no Porto de Aratu, em Salvador.

Segundo informações preliminares recebidas pelo MPT, Adalton Assis Oliveira, 66 anos, morreu após ter sido imprensado contra a parede por uma pá carregadeira, dentro de um navio fundeado no porto. O caso ocorreu na noite de domingo (26) e já vem sendo apurado pela Polícia Civil. 

A Superintendência Regional do Trabalho (SRT-BA) também deverá produzir um laudo técnico que deverá ser solicitado pelo MPT para compor o inquérito.

Colegas de trabalho da vítima relataram que Adalton foi chamado para terminar de descarregar um navio que transportava fertilizantes. Segundo esses relatos, ele estava de costas para a máquina, que engatou marcha-à-ré e o imprensou contra o casco do navio. 

Colegas gritaram para chamar a atenção do motorista da pá carregadeira, que retirou o veículo da posição, e o trabalhador caiu desacordado. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. 

A empresa TGS Norte Estivador informou, em nota, que lamenta o ocorrido e se solidariza com os familiares da vítima. Segundo a companhia, os parentes do operário estão recebendo assistência.  (Metro1)