Fiocruz interromperá produção da vacina contra a Covid-19 na próxima semana

Foto : Divulgação/AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou na quinta-feira (13) que interromperá por alguns dias, na próxima semana, a produção da vacina contra Covid-19 até a chegada de uma nova remessa de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), no sábado (22).

A Fiocruz não informou se essa interrupção causará algum impacto nas próximas entregas das doses do imunizante ao Ministério da Saúde, mas disse que, a princípio, o cronograma de entregas permanece semanal, sempre às sextas-feiras.

Nesta sexta (14), serão entregues mais 4,1 milhões de doses da vacina ao governo federal, totalizando 34,3 milhões de doses disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), o equivalente a mais de 40% dos imunizantes contra o novo coronavírus disponíveis no país. 

Uma segunda remessa de IFA está prevista para chegar somente no fim do mês (29). A Fiocruz não esclareceu, porém, algumas questões levantadas pela CNN com relação ao atraso na entrega dos lotes de insumo.

A previsão inicial era de que a fundação recebesse, neste mês, quatro lotes do IFA. A primeira remessa deveria ter chegado na última quarta-feira (12). Os outros três estavam previstos para 18, 19 e 26. 

No acordo entre a Fiocruz e a AstraZenca estão previstos, no total, o recebimento de 14 lotes do IFA. Até agora, 7 já foram entregues, o equivalente a 38,99 milhões de doses líquidas da matéria-prima para produção da vacina.  

Havia a expectativa de que a produção do IFA nacional começasse no próximo sábado, dia 15, conforme anunciou o vice-presidente da instituição, Mario Moreira, em entrevista do Ministério da Saúde, em Brasília, na semana passada.

Mas a instituição informou que, por enquanto, estão ocorrendo, na fábrica,  algumas atividades relacionadas ao início do processo de produção, como simulação de operações e treinamento de pessoal.  A entrega das vacinas 100% nacionais está prevista para outubro. (CNN)