Flamengo debate saída de Rogério Ceni mas não quer um técnico “tampão”

Foto: Divulgação

A segunda-feira (11) promete ser longa no Flamengo. A diretoria novamente se vê colocando em xeque o futuro de um treinador, desta vez Rogério Ceni: A derrota por 2 a 0 para o Ceará, no último domingo (10), no Maracanã, trouxe à pauta a possível demissão do técnico.  

Internamente, há quem acredite que o trabalho não deu certo e não há mais clima para a sequência de Ceni, que pode colocar em risco até a classificação direta à fase de grupos da Copa Libertadores da América. Outra ala, ligada ao departamento de futebol e que defendia que o comandante precisava de continuidade, ainda segue um pouco reticente quanto a saída, mas já admite a possibilidade.  

Há um consenso, no entanto, que os problemas vão além da figura do treinador e que alguns atletas estão muito abaixo do que podem render, sem a mesma motivação para manterem seu desempenho, o que também ecoou em protestos recentes de torcida organizadas do Rubro-Negro.

O presidente Rodolfo Landim está na Gávea desde às 9h da manhã desta segunda-feira (11) em reunião com o diretor de futebol, Bruno Spindel, e o vice-presidente de relações externas, Luiz Eduardo Baptista, também integrante do conselho de futebol. 

No final da tarde para o início da noite, outros integrantes vão desembarcar no clube para participar do debate. Um dos pontos abordados é a estratégia, já que, caso se confirme a saída de Ceni, a ideia é pensar em um nome para comandar o time também na temporada 2021, sem ficar dependende de um ” técnico tampão”. 

Uma das grandes dificuldades, porém, é a ausência de um auxiliar da comissão técnica fixa do clube. Quando Jorge Jesus deixou o Flamengo, Mauricinho, técnico do sub-20, assumiu o comando das atividades durante alguns dias. Sem conexão alguma com o trabalho feito no profissional, ele não conseguiu manter sequer intensidade nos trabalhos realizados pelos atletas. 

Esse foi um dos pontos diagnosticados internamente para a largada ruim no Campeonato Brasileiro e a dificuldade física de alguns jogadores. O fato também poderia contribuir para que os atletas ‘larguem’ de vez o Campeonato Brasileiro e fiquem ainda mais acomodados. 

O dia promete ser longo na Gávea. Enquanto isso, o elenco descansa nesta segunda-feira e tem a reapresentação agendada para terça, às 15h, no Ninho do Urubu. Na próxima segunda-feira (18), o Flamengo encara o Goiás em jogo atrasado, válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.  (Terra)