Vídeo: Jovem de S. A. de Jesus denuncia uma montagem com sua foto nas redes sociais e nega agressão aos pais

0
3128
-
Jovem garante que não agrediu os pais / Foto: Voz da Bahia

O jovem Daniel Estrela Santos, 21 anos, procurou a reportagem do Voz da Bahia para esclarecer uma suposta notícia falsa vinculada ao seu nome nas redes sociais em Santo Antônio de Jesus.

Segundo o rapaz morador do bairro Urbis 3, o mesmo teria discutido com o irmão e posteriormente uma foto foi espalhada pelas redes sociais de forma caluniosa, “eu estava discutindo com meu irmão no sábado de manhã, depois disso postaram uma foto minha dizendo que eu agredi meu pai e minha mãe e dizendo ainda que eu estava foragido da polícia; uma mentira, uma calúnia”, desabafou.

- Anúncio -

Ainda segundo Daniel, a polícia foi acionada durante a discussão com seu irmão, “a PM teve aqui depois foi embora; logo após pegaram uma foto minha no Facebook e fizeram uma montagem junto com a foto da polícia dizendo que eu estava sendo procurado por bater nos meus pais”, relatou.

A mãe do jovem, Marinalva Estrela Santos, nega qualquer tipo de agressão, “ele não me tocou a mão, a polícia esteve aqui na minha casa e ainda me perguntou se ele tinha me batido, eu disse que não. Se ele me batesse jamais iria negar a um policial. Foi o falso que levantaram contra meu filho e agora querem linchar ele e não sei porquê”, diz ela.

José Crisóstomo dos Santos, pai de Estrela, também se pronunciou ao confirmar que não houve qualquer tipo de agressão do filho para com ele, “Daniel não encostou a mão em nós, parem de falar calúnias contra meu filho”, contou.

Ainda sobre o caso, o rapaz afirma que foi insultado e ameaçado, “minhas fotos estavam espalhadas por aí, me chamaram de bicho, animal, marginal e dizendo que eu estava batendo nos meus pais, mas o marginal é quem fez isso comigo, plantou uma montagem com uma foto de um PM com uma fotografia minha”, expôs.

Daniel ainda informa que tentou contra a própria vida cortando os pulsos e pede que tenham compaixão para que ele possa seguir sua vida normalmente, “por favor, eu mereço viver em paz, usam as redes sociais para me caluniarem, peço que parem, eu amo meus pais, não vamos inventar inverdades”, concluiu.

ASSISTA A ENTREVISTA ABAIXO:

Reportagem: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui