Kangoo Jumps: equipamento absorve impacto e promete alta queima calórica

0
64
-Foto: Divulgação Kangoo Jumps (Kangoo Jumps/Divulgação)
Foto: Divulgação Kangoo Jumps (Kangoo Jumps/Divulgação)

O FitDance e a Zumba que se cuidem. Uma nova modalidade, que combina a utilização de um calçado muito inusitado no pé, está chegando aí. É o Kangoo Jumps, equipamento suíço que foi pensado inicialmente para quem tem problemas nos joelhos e articulações, mas que hoje é usado nas aulas coreografadas e cheias de saltos. E com mais vantagens: ele reduz até 80% do impacto da atividade física, diminuindo os riscos de lesões. 

Você já deve ter visto alguém com ele nas praças ou parques por aí. Isso porque ele pode ser comprado individualmente e usado em qualquer tipo de solo. Algumas academias, como a Bodytech, já começaram a incluir as aulas com Kangoo Jumps em suas grades (nas unidades Granja Vianna, MontSerral e Sudoeste). Veja só como é:

- Anúncio -

Como funciona?

Sem restrição de idade (e disponível nos tamanhos mais variados), a prática só não é recomendada para gestantes e pessoas com labirintite não tratada. E os benefícios são inúmeros. “Há uma melhora na postura e condicionamento físico, ganho de massa magra, queima de gordura e melhora do sistema cardiovascular. Sem contar que tonifica a panturrilha”, explica Carol Macario, master trainer da Kangoo Jumps.

E apesar do impacto ser baixo, a intensidade é alta, viu? Cada sessão pode ter de 30 a 45 minutos, e Carol afirma que a média de gasto calórico pode ir de 400 a 800 por aula. “É claro que isso também depende do metabolismo e habilidades (tempo de prática) da pessoa”. Como ele te impulsiona para cima quando você pula, é muito mais fácil de saltar com o calçado – o que é ótimo para a adaptação de pessoas sedentárias ou acima do peso, segundo a instrutora.

A estrutura de aula mais utilizada com o Kangoo é aquela que se parece bastante com as sessões de Zumba, Jump e outras coreografadas. Embalado por uma música do momento, o professor vai apresentando os movimentos em sincronia com as batidas, enquanto as alunas copiam. Aos poucos, ele evolui e dificulta os exercícios com desafios de deslocamento e intensidade. “O kangoo foi desenvolvido inicialmente para corrida. Correr é a principal ação com ele. Para a aula, desenvolvemos inúmeras variações da corrida que enriquecem a modalidade, motivam e desafiam os alunos”, diz Carol. 

Quais partes do corpo são trabalhadas?

Na aula de Kangoo Jumps, todos os nosso músculos são ativados! Mas mais especificamente a região do core e membros inferiores (glúteos, adutores, quadríceps). “Vai fortalecer bastante glúteos e coxa, além de proteger a coluna”, afirma a instrutora. (Boa Forma)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui