Lauro: Presidente de instituto acusa fraudes em alvarás para construtora

0
73
-
Foto: Reprodução / Lauro em Foco

Concessões de alvarás e estudos de impacto ambiental da construtora MRV têm sido contestadas em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Por conta disso, o presidente do Instituto Metropolitano de Desenvolvimento Social e Inovação (IMDI), Mauro Cardim, vai pedir ao Ministério Público que apure os casos. Cardim afirma que há irregularidades em um dos empreendimentos da MRV localizado no Quingoma.

O empresário contou que esteve no lugar onde foi feito, segundo ele, “aterramento de duas nascentes e represamento de outras duas que formaram um grande lago que extinguiu as plantações dos agricultores, causando prejuízos e inviabilizando as áreas de plantio”, disse. Cardim disse ainda que “moradores manifestaram o desejo de entrar com ação coletiva pedindo ressarcimento dos prejuízos e contestando a regularidade da obra”, frisou.  Mauro Cardim lembrou que o programa Fantástico deste domingo (10) mostrou no quadro “Cadê o dinheiro que estava aqui?”, um esquema de propina que envolvia a construtora MRV e a prefeitura de Uberlândia, em Minas Gerais. (BN)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui