Ministério Público suíço pede prisão de Blatter e Platini por fraude

O Ministério Público da Suíça pediu, nesta quarta-feira (15), que os ex-presidentes da Fifa e da Uefa, Joseph Blatter e Michel Platini, respectivamente, sejam presos. A pena solicitada pelo órgão é de 18 meses. Acusados de fraude, eles estão sendo julgados há uma semana pelo Tribunal Criminal Federal de Bellinzona, na Suíça.

Segundo o GE, Platini e Blatter são acusados por causa de uma transação de dois milhões de francos suíços – o equivalente a R$ 10 milhões – que o ex-jogador terá recebido em 2011, pelo trabalho como consultor da Fifa realizado entre 1998 e 2002. Ambos estão banidos do futebol desde 2015.

A decisão deve ser proferida pelo tribunal no dia 8 de julho, com o julgamento durando até 22 de junho. (BN)

Veja mais notícias no vozdabahia.com.br e siga o site no Google Notícias