“O prefeito não pode terceirizar a gestão, precisa tomar às decisões”, afirma Délcio sobre anúncio da ACESAJ do fechamento do comércio no feriado

Vereador Délcio Mascarenhas (PSB) / Foto: Voz da Bahia

Após a sessão da Câmara Municipal de Santo Antônio de Jesus realizada nesta segunda-feira (01), o vereador Delcio Mascarenhas (PSB) falou sobre seu repudio a nota das Entidades Empresariais da cidade, que publicou informando o fechamento do comércio no aniversário da cidade no último sábado dia 29 de maio, além do dia 3 de junho, feriado de Corpus Christi. No aviso os representantes da ACESAJ também declararam que a decisão do fechamento do comércio foi tomada durante a gestão do ex-prefeito Rogério Andrade (PSD). Mascarenhas rebate este enunciado.

Em entrevista a Andaiá FM, Délcio expôs que a gestão municipal não tem poder sobre o executivo nacional, afirmando que o gestor com sua maioria na Câmara seriam responsáveis por mudar a lei. “No dia 30 de dezembro de 2020, o Governo Federal baixou a portaria 430 onde definiu os dias de feriado nacional. O dia 03/06 é ponto facultativo, isso é do poder executivo nacional. O prefeito não pode terceirizar a administração, precisa tomar as decisões. A prefeitura que está decidindo por ponto facultativo, isso não tem nada a ver com a gestão passada. O comércio fechará dia 03/06 por determinação da prefeitura, porque ela alterou a portaria do Governo Federal. Até parece que o município não faz parte do país”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia