Pastor sugere a cristãos que priorizem a família: ‘Se preciso, falte ao culto’

Foto: reprodução/Instagram

Circula nas redes sociais um texto do pastor Anderson Silva sobre o ministério primário de um sacerdote cristão: a família. Nele, o líder da Igreja em Movimento afirma que há momentos que medidas contundentes devem ser tomadas para o bem dessa célula mater.

Ao longo dos últimos anos, relatos de pastores que sofreram com depressão e/ou cometeram suicídio diante do sentimento de impotência perante às adversidades, se tornaram comuns.

Diante dessa avalanche de relatos, parte da comunidade evangélica ficou atônita, e alguns poucos líderes cristãos se propuseram a discutir o problema de forma franca e sincera.

O texto de Anderson Silva circula sem referência à data exata de sua publicação e autoria, mas vem acompanhado de uma foto dele com sua família, o que fez o próprio pastor cobrar o crédito à página Gospelmente.

Contundente, como costumam ser as opiniões, o pastor afirma que, se necessário for, um dirigente de igreja deve faltar a um culto dominical para cuidar da família.

“Como pastor e formador de opinião durante muitos anos venho repensando o papel da igreja e gostaria de convidar os interessados pelo tema a pensar junto comigo… Não é pra gerar polêmica! É apenas pra pensarmos juntos… A idolatria do galpão destrói famílias. Sou pastor, mas entendo que a principal experiência espiritual de um cristão é seu lar”, introduziu.

Silva declara que “a Igreja não é o plano A de Deus, a Igreja existe por causa do plano A”, e conceitua: “Deus inaugurou a criação do mundo com um templo ou com uma família? No contexto da Igreja Primitiva, a Igreja estava num galpão ou num lar?”.

“Penso eu, não adianta mais um culto e mais uma oração para um problema que existe pela ausência. Existem vezes que o melhor culto seria não ir ao culto. Puxe o colchão para a sala, peça uma pizza, deite seus amados e ponha um filme”, aconselhou, indicando o valor que a família deve receber.

“Acredite em mim, sua família não está abaixo da obra de Deus. Na verdade, sua família é um dos motivos da obra de Deus. Não permita que a religiosidade furte seus abraços. Esporadicamente falte a um culto dominical para que celebres um culto familiar sem a necessidade de espiritualismos. Ir ao cinema com o filho é um boa pedida. Levar a esposa para um jantar romântico seria extraordinariamente espiritual. Quer mudar o mundo? Volte para casa!”, sugeriu.

Pastor cobrou crédito por seu texto compartilhado com referência de autoria a terceiro

Gospel + / por Tiago Chagas