Perdeu o prazo da segunda dose da vacina da Covid? Saiba o que precisa fazer

Foto : Governo de São Paulo

De acordo com o Ministério da Saúde, 1,5 milhão de pessoas deixaram de tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 no Brasil no prazo correto. E, por isso, não estão protegidas o suficiente contra o coronavírus. Essa parcela da população recebeu a primeira dose de CoronaVac ou de Oxford/Astrazeneca, mas não completou o esquema vacinal. A proteção observada nos estudos científicos só é alcançada após a aplicação da segunda dose.

O intervalo entre a primeira e a segunda dose é de 14 a 28 dias para a CoronaVac (preferencialmente após o 21º dia) e de 8 a12 semanas para vacina Oxford/Astrazeneca, segundo o Ministério da Saúde.

Mesmo quem perdeu o prazo para receber a segunda dose deve procurar um dos postos de aplicação de sua cidade para completar o esquema vacinal. Vale lembrar que a segunda dose deve ser o mesmo imunizante da primeira: quem tomou CoronaVac deve receber CoronaVac, quem tomou AstraZeneca deve receber AstraZeneca. É importante levar a caderneta de vacinação onde a primeira dose foi anotada.

Quem perceber que não poderá comparecer ao posto de vacinação no dia destinado à segunda dose deve se organizar para ir ao local na data mais próxima possível à recomendada, dentro dos intervalos recomendados pelo Ministério da Saúde. A segunda dose não pode ser aplicada antes do intervalo mínimo.

Veja as recomendações para quem perdeu a aplicação da segunda dose da vacina da Covid em Salvador 

A Secretaria municipal de Saúde de Salvador orienta que as pessoas busquem os postos de imunização para finalizar o esquema de vacinação com a segunda dose do imunizante, mesmo após o período de retorno indicado no cartão de vacinação. Os postos funcionam de segunda a segunda.

Na capital baiana são encaminhadas mensagens de texto para o celular dos faltantes, convocando os mesmos para finalizar o esquema vacinal. A secretaria informa também que é possível consultar no portal da prefeitura de Salvador o dia que cada pessoa deve retornar aos pontos de vacinação. (Ibahia)