Polícia Militar encerra evento com DJ e grande aglomeração em Itacaré

Foto: Reprodução/ Youtube

A Polícia Militar encerrou mais um evento irregular no sul da Bahia. Desta vez, o flagrante ocorreu na madrugada desta quinta-feira (31) na cidade de Itacaré.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, cerca de 700 pessoas, a maioria sem máscara, estavam aglomeradas em uma festa no bar Favela, localizado no centro daquele município.

De acordo com o órgão, um DJ que se apresentava no local desligou os equipamentos de som por ordem dos agentes, e os clientes, por sua vez, foram dispersados.

A Polícia Civil convocará o responsável pelo estabelecimento comercial para prestar esclarecimentos.

Celebrações de fim de ano e meio à pandemia de Covid-19 estão proibidas em todo o estado, conforme determina um decreto editado no início do mês pelo governador Rui Costa (PT). A medida é uma tentativa de conter a alta de casos na segunda onda de contaminação do novo coronavírus.

Na noite da última terça-feira (29), policiais militares interromperam uma festa na casa da cantora Elba Ramalho em Trancoso, distrito de Porto Seguro, também no sul baiano. O evento tinha cerca de 700 pessoas, e o imóvel havia sido alugado pela artista para um grupo de São Paulo. Elba, que disse ter sido surpreendida com a repercussão do evento, informou que quer a rescisão do contrato de aluguel com os inquilinos.

SSP priorizará denúncias sobre eventos

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que priorizará denúncias sobre festas ilegais de Réveillon nesta quinta-feira (31). De acordo com a pasta, equipes específicas estarão a postos para acionar viaturas com mais celeridade.

No Centro de Operações e Inteligência (COI), no CAB, em Salvador, e nos 22 Cicoms (Centros Integrados de Comunicações) por todas as regiões do estado, as informações sobre eventos e aglomerações em meio à pandemia de Covid-19 receberão tratamento diferenciado.

Além do 190, o Disque Denúncia da SSP, por meio dos telefones 71 3235-0000 (Salvador e região metropolitana) e 181 (interior), também encaminhará com mais rapidez informações sobre eventos irregulares.

A fiscalização do cumprimento do decreto estadual será feita por seis mil policiais militares (bahia.ba)