Poluição na China cai drasticamente após surto de coronavírus

Foto : NASA

A concentração de poluentes no ar da China teve queda significativa após o início da epidemia de coronavírus, segundo dados de satélites de monitoramento da Nasa e da ESA (agência espacial europeia). 

Houve queda na quantidade de dióxido de nitrogênio (NO2), gás emitido por veículos motorizados, termelétricas e indústrias, que pode agravar problemas respiratórios. 

A diminuição da emissão de poluentes está diretamente ligada à desaceleração econômica durante a epidemia. Em 23 de janeiro, por exemplo, as autoridades chinesas limitaram o transporte e o fluxo de entrada e saída de Wuhan, epicentro do surto. 

A redução foi mais notável perto de Wuhan, mas também aconteceu em todo o país. (Metro1)