Prefeito Genival descarta Atakarejo na Av. Ursicino Queiroz e revela: “ali poderia abrigar um shopping ou condomínio”

Prefeito de Santo Antônio de Jesus, Genival Deolino (PSDB) / Imagem: Voz da Bahia

O prefeito Genival Deolino (PSDB) esteve presente no programa Meio-Dia e Meia na Live do Voz da Bahia e em entrevista abordou a polêmica que envolve o Atakarejo em Santo Antônio de Jesus. Segundo o gestor, o empreendimento precisa ser instalado em outro lugar, “de acordo com a lei municipal, aquele local na Avenida Ursicino Queiroz não contempla estabelecimento desse porte, então temos essa dificuldade de aprovar esse projeto porque a própria lei municipal não favorece, além do mais, o trânsito ali é muito difícil na hora de pico e consequentemente também tem uma área residencial no fundo aonde seria a entrada para carga e descarga. As pessoas estão desde já reclamando, então tem uma série de coisas que não podem colocá-lo naquele espaço, como eu já disse, em função da própria lei e dos moradores da região que não aceitam o Atakarejo naquela área”, garante.

Ainda sobre o espaço aonde seria instalado o Atakarejo, Genival declara que ao invés de um supermercado, ali poderia abrigar um ‘shopping’ ou condomínio residencial, “não teria problema em ser construído naquele local, ali tem vários outros empreendimentos menores que podem ser instalados, mas o Atakarejo, todos conhecem e sabem que é um empreendimento de grande porte e que em qualquer lugar que se instale vai causar grande engarrafamento e estrangulamento do trânsito se não for um lugar mais aberto, quero que o trânsito continue fluindo normalmente”, narrou.

Genival reforça que o Atakarejo será instalado no município mesmo que isso demore mais do que o esperado, “Santo Antônio de Jesus é uma grande praça e várias empresas querem ser instaladas aqui. O Atakarejo pode até adiar um pouco, mas ele vem, eu não tenho a menor dúvida que virá para cá. Se não for naquele local, vem para outro ideal”, emitiu.

Reportagem: Voz da Bahia